in

Na TV, Netinho admite que os problemas de saúde e a depressão o levaram a pesquisar no Google sobre suicídio

Foto: Reprodução/Record TV

Um dos principais expoentes do axé music nos anos 1990, Netinho esteve no “Programa do Porchat” na noite desta segunda-feira (15) para falar de sua luta pela vida. Em 2013, o baiano precisou ser internado às pressas por conta de um problema no fígado. Em dois anos de internação, o cantor sofreu três AVCs, perdeu a memória e entrou em coma. Recuperado, Netinho conta que a fama e o dinheiro que ganhou não valeram de nada enquanto esteve internado.

Um dos grandes aborrecimentos que o artista tem deste período é com a forma que a imprensa tratou sua doença, de um modo geral. “Muitas publicações eram prejudiciais e algumas diziam até que eu estava morto. A mídia fala muita coisa, mas nem tudo é verdade, inventaram muitas coisas sobre mim.”

O cantor não se furtou de falar sobre a depressão e a forma ruim com que lidou com a doença, que o fez pensar em suicídio por duas vezes. “Fui ao Google pesquisar uma forma menos dolorosa de me matar. A depressão tira você de você. Não aceitava a depressão, jogava os remédios fora. Fingia que tomava, mas cuspia tudo”. O episódio foi superado com a ajuda de uma amiga portuguesa, que o ajudou a se tratar de forma mais séria.

A repercussão da entrevista nas redes sociais foi imediata, embora muita gente tenha reclamado do curto tempo de duração do bate-papo com o cantor de “Milla”. Veja:

Escrito por Daiv Santos

Britney Spears compartilha vídeo ao som de Selena Gomez e passa seguir a cantora no Instagram

ROCKline: filme sobre Queen e Freddie Mercury, “Bohemian Rhapsody”, deve estrear nos cinemas norte-americanos com marca recorde