in

Na passarela da New York Fashion Week, Nicki Minaj fala sobre apropriação cultural

Nicki Minaj participou do desfile da coleção de primavera da grife Philipp Plein na Semana de Moda de Nova York, no fim de semana, e aproveitou a oportunidade para falar sobre apropriação cultural. No fim de sua apresentação na passarela, a rapper usou o microfone e o espaço para se posicionar: “obrigada, Philipp Plein, por incluir nossa cultura. Designers ficam realmente muito ricos e grandes com nossa cultura, e então você não vê um filho da p*** que se pareça minimamente com a gente na primeira fila. Então vamos fazer barulho para Philipp Plein nesta noite!”.

No desfile em questão, Fabolous, 50 Cent e Ne-Yo estavam na plateia. Rae Sremmurd, Yo Gotti, 21 Savage, Future e Teyana Taylor também se apresentaram na passarela. Veja alguns vídeos postados pela própria Nicki Minaj:

Black Barbie w/the Black Beatles ‍♀️

Uma publicação compartilhada por Barbie® (@nickiminaj) em

Performed #NoFlag #NYFW

Uma publicação compartilhada por Barbie® (@nickiminaj) em

1st time ever performing this song. ‍♀️ its Certified GOLD in the US thx to you guys. #RakeItUp #NYFW

Uma publicação compartilhada por Barbie® (@nickiminaj) em

Nicki Minaj é bastante ativa na cobrança por representatividade em todos os ambientes. Em 2015, ela reclamou da falta de indicações ao VMA para o clipe de “Anaconda”, apontando uma questão de racismo e de culto aos corpos magros. “Quando ‘outras’ garotas lançam vídeos que quebram recordes e impactam a cultura elas ganham essa indicação. Se seu vídeo celebra mulheres com corpos magros, você é indicada a vídeo do ano”, disse.

Escrito por Leonardo Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vídeo: Nego do Borel põe peruca, canta e dança Pabllo Vittar em show

Harry Styles faz cover da banda Fleetwood Mac em rádio