Morre ator Sérgio Mamberti aos 82 anos em São Paulo. (Foto: Instagram/@sergiomamberti)
in ,

Morre ator Sérgio Mamberti aos 82 anos em São Paulo

Conhecido por viver doutor Victor no clássico “Castelo-Rá-Tim-Bum”, ele estava internado para tratar uma infecção nos pulmões

Sergio Mamberti, conhecido por viver doutor Victor no clássico “Castelo-Rá-Tim-Bum”, morreu na madrugada desta sexta-feira (3) aos 82 anos de idade. Ele estava hospitalizado desde o dia 25 de agosto para tratar uma infecção nos pulmões, além de também sofrer de uma deficiência cardíaca.

Sérgio Mamberti como doutor Victor em “Castelo-Rá-Tim-Bum” (1994 a 1997). (Foto: Instagram/@sergiomamberti)

A informação foi confirmada por Carlos Mamberti, um dos filhos de Sérgio, conforme noticiado pelo G1. O ator estava internado em um hospital da rede Prevent Sênior, em São Paulo, mas não resistiu. A morte decorreu de falência múltipla de órgãos.

O ator, diretor, produtor, autor, artista plástico vinha enfrentando problemas de saúde ao longo deste ano, com outras duas internações. Em julho ele chegou a passar por uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para cuidar de uma pneumonia.

60 anos de carreira

Sérgio Mamberti nasceu no ano de 1939, em Santos, no litoral paulista, e iniciou sua carreira artística em 1966 com a comédia ““Nudista à força”, de Victor Lima. Depois, emplacou inúmeros sucessos: “O Bandido da Luz Vermelha” (1968), “Toda Nudez Será Castigada” (1973), “O Homem do Pau Brasil” (1980), “A Hora da Estrela” (1985), “A Dama do Cine Shangai” (1987).

Ele também estrelou filmes infantis, como “Xuxa Abracadabra” (2003) e “O Cavaleiro Didi e a Princesa Lili” (2006), mas foi o trabalho em “Castelo Ra-Tim-Bum”, entre 1994 a 1997, que marcou sua história. Sérgio viveu o doutor Victor, tio de Nino (Cassio Scapin), e seu bordão “raios e trovões” até é hoje lembrado.

Suas participações em novelas também merecem destaque. Ele tem no currículo “Vale Tudo” (1988), “O Clone” (2001), “O Profeta” (2007), “O Astro” (2011), “Sol Nascente” (2016), “Flor do Caribe” (2013), entre outras. Além disso, estreou no streaming em 2016 com a série “3%”.

Em 2021, lançou a autobiografia “Sérgio Mamberti: Senhor do meu Tempo”, escrita com o jornalista Dirceu Alves Jr, no qual fala sobre sua vida pessoal. Sérgio Mamberti era bissexual e na obra registrou declarações de amor à Vivian Mehr e a Ednaldo Torquato.

Com a esposa, ele teve três filhos — Eduardo, Carlos e Fabrício — durante os 18 anos de união. O casamento chegou ao fim com a morte de Vivian aos 37 anos em 1980. Anos depois, enquanto viajava pelo Brasil com uma peça, conheceu Ednaldo Torquato.

O Ed foi uma coisa mais fortuita. A Vivian foi uma escolha e também teve um lado místico nesse encontro. Mas dois anos depois [da morte da mulher], fui fazer uma peça que viajava pelo Brasil e conheci o Ed, com quem estabeleci uma grande relação de amizade. Depois, ele precisou fazer uma operação e veio para São Paulo. Ele teve que ficar seis meses aqui. E pronto, nunca mais saiu daqui“, disse Sérgio ao Notícias da TV em sua última entrevista.

Eles viveram 37 anos juntos, até que em 2019, aos 62 anos, Ed morreu. Sobre a bissexualidade, o artista declarou: “Eu sempre falo com muita delicadeza desses temas. Mas num livro como esse, que é tão pessoal, eu não posso deixar de falar disso”.

“Foram experiências muito profundas. Tanto que ouvi por parte da imprensa, comentários dizendo: ‘Olha, o Mamberti é bissexual’. Não me sinto bem com esses rótulos para mim. Na verdade, são encontros. Eu prefiro chamar de encontros, não importa qual é o gênero“.

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Carolina Stramasso

Saiba a resposta de Lady Gaga ao ouvir o remix com Pabllo Vittar

Saiba a resposta de Lady Gaga ao ouvir o remix com Pabllo Vittar

Jojo Todynho está apaixonada! Descubra quem é o novo namorado!