(Foto: Reprodução Internet)
in ,

Miley Cyrus lamenta assassinato de fã brasileiro em suas redes

A artista publicou uma longa declaração sobre Gabriel, que foi morto a tiros após crime de homofobia

Miley Cyrus usou suas redes sociais para lamentar a morte de Gabriel, um fã brasileiro de 22 anos que foi morto a tiros em São Paulo após um crime de homofobia. A triste notícia chegou até a cantora, que publicou neste sábado (26) uma longa declaração em seu Twitter.

(Foto: Reprodução Internet)

“Estou arrasada ao descobrir que um smiler perdeu brutalmente a vida devido ao ódio, julgamento e injustiça! Chamar essa ação perturbadora de ‘homofobia’ significaria que o assassino tinha “medo” de pessoas queer, o que é uma grande besteira. Este coração humano estava cheio de ÓDIO e RAIVA”, escreveu Miley.

“Não podemos continuar a permitir que esses eventos sejam considerados simplesmente ‘homofobia’ porque você sabe quem ficou ‘com medo’ naquela situação? O Gabriel”.

Miley seguiu afirmando que episódios como esse demonstram a importância de continuar lutando contra os ataques à população LGBTQIA+.

“Está no topo das minhas prioridades e é o propósito da minha existência neste planeta. Eu não poderia imaginar se isso acontecesse com um dos meus melhores amigos? E saber que isso aconteceu com alguém que me amou e eu amo em troca parte meu coração!”, disse ela, finalizando com a hashtag #NãoVamosDeixarElesVencerem.

Relembre o caso de Gabriel

Segundo informações do G1, Gabriel foi assassinado por um homem encapuzado e armado que invadiu um barbearia em Embu das Artes, São Paulo, e atirou pelo menos três vezes em sua cabeça. O criminoso fugiu sem levar nada da vítima ou estabelecimento.

O caso ganhou repercussão, tanto pela crueldade, quanto pelo texto que o namorado de Gabriel fez, contando que os dois eram um casal feliz e que o rapaz tinha acabado de conseguir um novo emprego. Confira o depoimento:

Esse aqui é o Gabriel com 22 anos, meu namorado, meu melhor amigo, o amor da minha vida, estamos juntos há quase três anos, e nessa jornada durante a pandemia, ficamos sem emprego, as contas bateram na porta, pedimos doações e aguentamos até onde daria, só que chegou o dia que não tínhamos mais como segurar as pontas e cada um foi pra casa de sua mãe. Recentemente, há duas semanas, Gabriel conseguiu emprego, fiquei tão feliz por ele, que os olhos dele enchiam de lágrima, contando seus sonhos, e um deles era da gente voltar a ter nosso lar, pra ficar juntinho todos os dias“, contou ele, emocionado.

E há quatro dias fui contratado, foi a melhor notícia que tivemos e já começamos a fazer nossos planos de quando iríamos pra nossa casinha e nessa. Terça-feira ele foi assassinado a sangue frio com três tiros na cabeça, dentro de uma barbearia em EMBU DAS ARTES, mataram ele, pelo oque ele é, por ele ser feliz, por ele amar, uma pessoa de coração puro, que não tinha maldade com ninguém, sempre estendia a mão para ajudar o próximo“, escreveu ele.

Ele completa: “Hoje tive que ser obrigado a me despedir do amor da minha vida, com muita dor no peito e tristeza e me dói demais saber que não ouvirei mais sua voz, nem ler sua mensagem de bom dia ou acordar do seu lado dando aquele abraço quentinho e cheio de amor. Me dói mais ver que seus sonhos foram interrompidos, uma pessoa cheia de vontade viver. Eu te amarei pra sempre e sempre estará no meu coração, lembrando de cada pedacinho da nossa história. Parem de nós matar, EU SÓ PEÇO JUSTIÇA“.

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Carolina Stramasso

K-Pop: D.O., do EXO, se prepara para lançamento de 1º álbum solo

“Freedom”: conheça bastidores da releitura com Gloria Groove