Foto: Reprodução/Instagram @matue30
in ,

Matuê rebate argumentos de seguidores contra a legalização da maconha

ONU reconheceu oficialmente os benefícios da cannabis e a retira da lista de drogas perigosas

Nesta quarta-feira (2/12), a ONU reconheceu as propriedades medicinais da maconha e a retirou da lista de “drogas perigosas”. Um dos artistas que comemorou a decisão histórica foi Matuê, que decidiu utilizar o Instagram Stories para explicar, de forma didática, os benefícios desta aprovação. “Mandem seus argumentos contra a legalização que eu vou debater com os mais interessantes de forma lógica”, escreveu.

Foto: Reprodução/Instagram @matue30

Com uma imagem da famosa folha, o primeiro comentário aponta que “se fosse inofensiva não se chamaria droga”. Matuê devolveu secamente: “Quem chama de droga é tu, irmão. O que eu vejo aí é uma planta”. O seguinte argumentou que “a cocaína também começa como uma planta”. E o rapper explicou: “Mas o produto final está longe de ser uma planta. Folha de coca até as vó e as criança [sic] mastiga pra passar a tonteira da altitude elevada. Se informa, dá uma lida no assunto pra não passar vergonha”, alertou.

O impacto social que a maconha causa foi um dos assuntos abordados por outro seguidor. “Tudo se resolveria com a legalização ou regulamentação”, diz Matuê que aponta a falta de controle ou padrão de qualidade para que se possa inspecionar a pureza de uma amostra de cannabis.

O rapper admite que a baixa qualidade da maconha consumida pode fazer mal e compara com um alimento que é consumido depois de ter ficado mofado. “Os efeitos da proibição são piores porque pessoas inocentes morrem dia a dia pela guerra contra as drogas. Fora que isso enche o bolso de muito político pau no c*”, atesta Matuê.

> LEIA MAIS: POPline Entrevista: Matuê quer superar seus recordes e revelar outros nomes da cena trap

Vale ressaltar que o Brasil votou contra o reconhecimento da cannabis para fins medicinais. Por conta disto, outro seguidor quis saber se a legalização da erva ajudaria o Brasil em outros aspectos. “No âmbito econômico nós íamos tirar o país inteiro da crise pós-Covid, gerando milhares de empregos em uma economia totalmente nova onde os impostos bilionários poderiam ajudar áreas da saúde e da educação”, aposta Matuê.

“No âmbito social teríamos uma diminuição da força das organizações criminosas. Ou melhor, alguns traficantes caso se qualifiquem, até poderiam se tornar empresários”, acredita o rapper, que por fim deixou claro seu posicionamento. “No âmbito político é pau no c* do Bolsonaro”.

Clique AQUI e confira a série de posts feita por Matuê sobre o tema que tem sido debatido com força nas redes sociais.

Escrito por Daiv Santos

Câncer

“Zodíaco”: Xamã e Luísa Sonza representam o signo “Câncer” em novo clipe

The Weeknd Primeiro Lugar

Billboard divulga lista com os maiores hits e álbuns de 2020