Foto: reprodução/Instagram Marilia Mendonça
in ,

Marília Mendonça lançará 5 músicas inéditas em live e prometeu: “vem aí as mais tristes da carreira”

Hoje é dia de sofrência! Marília Mendonça fará uma live especial neste sábado (17/10), às 20 horas, em seu canal no YouTube. No repertório, a cantora prometeu relembrar as músicas de seu primeiro DVD (2015), além de 5 canções inéditas.

Foto: reprodução/ Instagram Marilia Mendonça

Em seu twitter, a sertaneja revelou que as novas músicas foram todas escritas por ela e, após o lançamento na live, farão parte de um projeto paralelo. Ela aproveitou para adiantar o título de uma delas:

Na última quarta-feira, a Marília já dado uma dica sobre as novas músicas. Em sua rede social, a cantora prometeu: “vem aí as mais tristes da carreira”, escreveu.

Marília Mendonça vira tema de música de trap que viralizou no Spotify

Marília Mendonça e trap são assuntos aparentemente bem distantes. Porém, os cantores Bin, Mainstreet e Mãolee integraram esses universos. O que parecia não ter muita semelhança, deu certo! Prova disso, é que a música figura na posição 72° no Spotify! A música faz parte do sugestivo disco chamado “Para Todas As Mulheres Que Já Rimei”.


O título de rainha da sofrência foi mencionado na música, tal como a dança bem conhecida!

Esse é o primeiro disco de Bin, que já era muito conhecido dentro da cena do trap nacional. O rapper carioca despontou com uma grande legião de fãs no undergroud. Bin estourou organicamente nas plataformas com Marília Mendonça, alcançando 20 milhões de streams no Spotify e 15 milhões de visualizações no Youtube em três meses!

Veja a letra de Marília Mendonça, música de Bin, Mainstreet e Mãolee

Sem amor com o bolso cheio de onça
Como é que dança?
Vou cantar sofrência igual Marília Mendonça
Nossa vizinhança já já se cansa
Vou cantar sofrência igual Marília Mendonça

Sem amor com o bolso cheio de onça
Como é que dança?
Vou cantar sofrência igual Marília Mendonça
Nossa vizinhança já já se cansa
Vou cantar sofrência igual Marília Mendonça

É que cê vale bem mais que isso
Não preste ao papel
Um pedacin de Deus que eu roubei do céu
Eu fiz cartas e quadros, eu gastei o pincel
É que cê me deu motivo de usar o papel

Amor, a vida vale o risco
Tiro o meu chapéu
Pra quem levou meu coração
Não tem porque meu céu
Mais bela do baile
Eu merecia um troféu
Por cair nessa ilusão
Só com cachaça e mel

Sem amor com o bolso cheio de onça
Como é que dança?
Vou cantar sofrência igual Marília Mendonça
Nossa vizinhança já já se cansa
Vou cantar sofrência igual Marília Mendonça

Sem amor com o bolso cheio de onça
Como é que dança?
Vou cantar sofrência igual Marília Mendonça
Nossa vizinhança já já se cansa
Vou cantar sofrência igual Marília Mendonça (igual Marília Mendonça)
Marília Mendonça

 

Escrito por Douglas Françoza

Jojo diz que não tem vontade de conversar com Biel e deixa o funkeiro falando sozinho

Para ajudar a salvar o Pantanal, Luan Santana prepara live no rio Paraguai e clipe inédito