in

Madonna enfrenta lei homofóbica, provoca grupos religosos e defende comunidade LGBT em show

A passagem da “MDNA Tour” por São Petersburgo, na Rússia, foi histórica. A cantora Madonna desafiou a lei anti-gay local e fez um discurso em defesa dos direitos da comunidade LGBT. “Qualquer livro sagrado diz isso: ‘ame o próximo como a ti mesmo’. Você não pode usar a religião e o nome de Deus para tratar mal as pessoas. Nós todos merecemos o amor. Vamos viver sem medo!”, declarou a Rainha do Pop no show da quinta (9/8).

Durante a apresentação, ela também pediu para que o público levantasse o braço para exibir as pulseiras rosas em apoio à comunidade gay, distribuídas antes do show por sua produção. Parte dos fãs também carregava bandeiras do arco-íris, símbolo da luta da diversidade sexual, com as palavras “No Fear” (Sem Medo). No palco, Madonna exibiu os mesmos dizeres escritos em suas costas. “Estou aqui para dizer aos gays presentes e a todos ao redor do mundo que temos os mesmos direitos. Os mesmos direitos em sermos tratados com dignidade, com respeito, com tolerância, com compaixão e com amor”, falou.

Apoiada desde o início da carreira pelo público gay, Madonna já havia avisado anteriormente que enfrentaria as leis locais para defender seus fãs. Em São Petersburgo, é proibida a menção à homossexualidade, com o risco de ser considerada propaganda homossexual, passível de multa. Mas a americana não se conformou. “Tenho viajado pelo mundo e percebo que as pessoas estão cada vez mais com medo de quem é diferente, estão mais intolerantes. Mas nós podemos mudar isso, nós temos o poder! Somos todos diferentes, mas temos uma força enorme e não precisamos fazer isso com violência e sim com amor”, incentivou.

Escrito por Leonardo Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The Wanted anuncia vinda ao Brasil no fim de setembro

Britney Spears se inspira em Cleópatra para novo comercial de perfume