Lulu Santos revela que música "A Cura" foi composta "impactado pela epidemia da AIDS" em 1988. Foto: Divulgação
Lulu Santos revela que música "A Cura" foi composta "impactado pela epidemia da AIDS" em 1988. Foto: Divulgação
in ,

Lulu Santos revela que música “A Cura” foi composta “impactado pela epidemia da AIDS” em 1988

“Existirá e toda raça então experimentará para todo mal, a cura”

Lulu Santos estará de volta como técnico do programa “The Voice Brasil“, que estreia nesta quinta-feira após “A Força do Querer”. Com exclusividade, nesse momento histórico da humanidade, que parou devido à pandemia do Coronavírus, ele revelou a história da música “A Cura”, que foi inspirada na pandemia de AIDS em 1988.

“Esta é uma canção que escrevi em 1988 impacto pelo efeito da primeira epidemia que a humanidade enfrentou na segunda metade do século XX, que foi a AIDS. Vi uma quantidade enorme de artistas importantes que eu acompanhava e mesmo amigos próximos serem levados. Aquilo me tocou de uma forma que eu tive que expressar uma mensagem de esperança de alguma cura. Passam-se 20 e alguns anos e está de novo a humanidade enfrentando uma situação semelhante e bem menos seletiva. Bem mais geral e continua aqui a esperança: “Existirá e toda raça então experimentará para todo mal, a cura”.

“The Voice Brasil” retorna com mesma dinâmica de competição e plateia virtual

Conforme esperado, a próxima temporada do “The Voice Brasil” – que começa em 15 de outubro – contará com plateia virtual. Para a fase de batalhas, o ensaio presencial ao piano foi transferido para a internet, de forma com que os candidatos não perdessem esta etapa. Os técnicos estarão interagindo com as famílias e a plateia por vídeo.

Foto: Reprodução/Instagram

“Houve adaptações por conta da pandemia, mas sem causar impacto na qualidade musical”, garante Tiago Leifert sobre a primeira temporada “multiplataforma”, com exibições na Globo, Globoplay e reprises no Multishow às quartas e domingos.

O apresentador terá que chegar já com o figurino e maquiagem prontos e ficará isolado em um camarim. Caso precise trocar de roupa, terá todas as peças higienizadas e ensacadas.

Na coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (7/10) com os técnicos – IZA, Michel Teló, Carlinhos Brown e Lulu Santos -, o apresentadores – Tiago Leifert e Jennifer Nascimento – e o diretor Creso Eduardo Macedo, outras novidades foram apresentadas.

Dinâmica do reality com a pandemia

“As vozes foram selecionadas antes da pandemia. Mas a gente vai continuar fazendo o “The Voice” quente, como sempre foi. Porém há protocolos de distanciamento nos estúdios Globo que estão sendo respeitados. Fazemos questão de trabalhar dentro disso, mas sem perder o nosso calor, principalmente porque é um programa de música. As fases do programa estão mantidas. O programa começa com audições e depois batalhas. O botão de bloqueio também estará funcionando. A plateia virtual, que reage ao que acontece no estúdio, nos dá a mesma sensação que a plateia presencial. Os live shows também estão mantidos até chegar o dia da final, em 17 de dezembro” (Creso Eduardo)

Alegria por estar de volta

“Essa temporada já é super especial pra mim. Estou muito feliz em estar de volta. O ‘The Voice’ mudou a minha vida pela quantidade de pessoas que o programa atinge. Foi um presente estar aqui no ano passado com ‘mainha’ Veveta e este ano não poderia ser diferente com o mestre Carlinhos Brown. Ele virou a cadeira pra mim há muito tempo. Esperei pra tirar uma foto com ele há muito tempo atrás na Praia do Forte, na Bahia, e ele logo me chamou pra cantar. Estar do lado dele me deixa muito realizada.” (IZA)

Alegria de fazer parte da família

“Muito feliz de estar na família ‘The Voice’ pelo segundo ano. É um programa que tem tudo a ver comigo. Nesse momento, poder levar música e esperança para a casa das pessoas será um baita combustível para o povo brasileiro” (Jennifer Nascimento)

Aprendendo coisas novas após 9 temporadas

“A nossa história é confortada por sempre haver uma iniciação. Com 9 temporadas, o ‘The Voice’ ainda é novo, os encontros são novos e as possibilidades de aprender são novas. O ‘The Voice’ tem uma eficiência enorme e é um grande teste de resiliência. Muita coisa relacionada à segurança do programa, tenho levado para o meu dia a dia. O fato de voltar ao lado de Teló, Lulu e reencontrar IZA, artistas com essa luminosidade, é maravilhoso. Também sinto que os candidatos estão mais seguros do que nunca.” (Carlinhos Brown)

O multi-campeão fala de suas expectativas

“Me sinto honrado! Vou olhando esse time inteiro falando, pessoas que admiro tanto, e pra mim é uma emoção. Já é minha sexta temporada e passou tão rápido. Parece que foi ontem que fui convidado pra vir. Todo ano é aquele turbilhão de coisas boas, a expectativa das audições às cegas… Esse ano praticamente não pudemos subir ao palco e dar essa oportunidade às pessoas. Mas ainda assim, é uma oportunidade maravilhosa.” (Michel Teló)

Diferenças, diversidades e inclusão

“Cada vez melhor! Cada vez que a gente faz, a gente gosta mais de fazer. Uma das coisas que mais gosto é poder jogar em time e poder viver com tantas diferenças e diversidade. Entre nós, somos inclusivos e a oportunidade de estarmos juntos é muito boa.” (Lulu Santos)

Bastidores

“A gente tem se adequado a tudo isso. A produção montou um esquema incrível pra que a gente fizesse isso com a maior segurança possível. Mas talvez uma situação engraçada disso tudo é ficar se segurando pra não se abraçar! É difícil essa realidade, estamos há tanto tempo sem se ver. Por milésimos de segundos esquecemos o que estamos passando. Mas estamos com muito cuidado” (IZA)

Continuam a acompanhar o trabalho dos artistas que passaram pelo programa?

“No último Rock in Rio, que participei no palco Sunset, a Priscila Tossan estava comigo e o Silva. E teve um momento anterior a este, em que a DAY estava dando entrevista. E ela tinha sido do meu time. Algumas pessoas acompanho com mais proximidade e na medida do possível. E claro, da proximidade pessoal ou mesmo de turma, eu particularmente continuo tendo esse contato.” (Lulu Santos)

Arrependimento por não virar a cadeira e o que dizer ao concorrente

“A gente nunca se acostuma. Toda vez que temos que dizer algo pra alguém que está cheio de sonhos e expectativas, eu nunca sei o que dizer. Quantas vezes saí de casa pensando que minha vida poderia mudar depois de uma apresentação? Então não há nada certo para dizer. É sempre um momento de empatia.” (IZA)

Sobre substituição de Ivete Sangalo

“É uma delícia retornar. E o que essa volta me ensinou é que eu precisava chorar com o ‘The Voice’ sem participar. Pelo fato de Veveta não estar nessa temporada, não significa que está ausente porque onde ela vai, deixa marcas. Mas ela também tem a mesma compreensão que eu. Que as cadeiras fazem parte de um chamado para o artista e podemos nos revezar. O ‘The Voice’ deste ano teve essas peculiaridades. Olha que lindo está sendo o trabalho de Cláudia Leitte e Mumuzinho no ‘The Voice Kids’? O programa que sabe lidar com dificuldades é vivência. Nossas cadeiras são oportunidades divididas. Pra mim é um honra gigantesca voltar. Só acreditei quando Tiago começou a falar. Parecia que eu nunca tinha saído.” (Carlinhos Brown)

Uma outra novidade confirmada por Boninho durante a coletiva é a realização do “The Voice +”, que será composto apenas por candidatos senior. As chamadas para inscrição já estão rolando.

Escrito por Helena Marques

Lana Del Rey novo single

“Let Me Love You Like a Woman”: Lana Del Rey lançará novo single nesta sexta-feira; Veja tradução!

Fifth Harmony polêmicas

Ally Brooke revela que equipe tentou colocar uma popstar no Fifth Harmony para substituir Camila Cabello