Luisa Sonza avisou e parece que tá chegando sua era "Dirrty"
(Foto: Reprodução Instagram @xtina / Getty Images - Uso autorizado POPline)
in ,

Luisa Sonza avisou e parece que tá chegando sua era “Dirrty”

Cantora deu dica nos stories do Instagram, com foto antiga da Christina Aguilera.

Luísa Sonza encerrou 2020 com “Modo Turbo”, o clipe de R$ 1,5 milhão, que deu o que falar. Para 2021, a cantora prepara o lançamento de seu segundo álbum – que ela já disse que será mais explícito, “tipo ‘Dirrty’ da Christina Aguilera”. O disco ainda não tem data de lançamento, mas Luísa postou uma foto de Christina na era “Stripped” (2002) em seu Instagram Stories nesta semana.

Luisa Sonza avisou e parece que tá chegando sua era "Dirrty"
(Foto: Reprodução / Instagram @luisasonza)

A foto foi compartilhada do perfil @early2000babes – que a artista pode estar usando mesmo para inspiração. O POPline perguntou por DM se a foto é um spoiler de sua nova era e Luísa respondeu apenas com os emojis de olhinhos, misteriosa. Mas é claro que é.

A pista veio de uma entrevista da Luísa Sonza para o canal da Foquinha em agosto de 2020. “Acho que vai ser uma era muito mais ‘explicit’, tipo ‘Dirrty’ da Christina [Aguilera]. Mais ‘BRABA’. Menos ‘Pandorinha’, fofa. Vai ter muito mais imposição, uma Luísa um pouco mais velha já. Uma era mais ‘BRABA’”, ela declarou na ocasião.

Luisa Sonza avisou e parece que tá chegando sua era "Dirrty"
(Fotos: Divulgação)

Na prática, o que significa isso tudo?

Em 2002, Christina Aguilera lançou seu quarto álbum de estúdio, “Stripped”, e fez de vez a transição da imagem de artista adolescente para mulher adulta. O primeiro single da nova era foi “Dirrty”, que trouxe a cantora bem diferente, muito sensual e rebolativa.

O clipe, dirigido por David LaChapelle, inclusive, foi bastante criticado pelo conteúdo sexual. Para se ter ideia, o vídeo foi descrito como “uma orgia pós-apocalíptica”. Em contrapartida, se tornou a imagem definitiva da era “Stripped”.

Barriga de fora, biquíni, calças vazadas e polpa do bumbum à mostra marcaram essa fase da carreira da Christina Aguilera. Os figurinos são muito da era “Stripped” são muito emblemáticos e, para muitos, compõe a imagem icônica que ficou da cantora no imaginário popular. Um exemplo é a performance dela no “TRL”, logo abaixo.

Em 2003, na cerimônia do EMA, a premiação da MTV europeia, Christina Aguilera entrou no palco ao som de “Dirrty”, vestida de freira e acompanhada de um coral imitando os das igrejas. Uma provocação religiosa à la Madonna. Em seguida, ela arrancou o hábito religioso e revelou seu figurino sexy por baixo.

Foi no mesmo ano que ela se vestiu de noiva para a icônica performance do VMA ao lado de Madonna e Britney Spears. A rainha beijou as duas princesas, o que na época foi um escândalo. O mundo parou para ver e rever. Era Aguilera, mais uma vez, acentuando o caráter de sua era “Stripped”, tão ligado à sexualidade.

Todo esse material, Luísa Sonza com certeza assistiu. A cantora tinha apenas quatro anos de idade quando Christina Aguilera lançou “Stripped”, mas ela passou a estudar essa era da americana nos últimos anos. Os vídeos acima podem indicar um pouco do que se pode esperar dos próximos passos da cantora. A “Boa Menina” ficou para trás.

Escrito por Leonardo Torres

Vem feat? Lil Nas X responde tweet em português com gif da Gretchen

Após briga, web pede a saída de Gilberto e Juliette do BBB 21