Como Ludmilla se tornou a 2ª mulher mais ouvida do Spotify Brasil
(Foto: Divulgação)
in ,

Ludmilla rebate criticas sobre seu trabalho: “Nunca vou agradar todo mundo”

Cantora foi parar nos assuntos mais comentados no Twitter após bate boca com internautas

Ludmilla rebateu de forma, digamos, agressiva o comentário de um internauta que classificou suas músicas como “vibes menina de oitava série”. Irritada, a cantora usou o Twitter, neste sábado (29), para rebater críticas com um longo desabafo sobre ser constantemente chamada atenção por internautas. Não demorou muito para o nome da funkeira entrar nos assuntos mais comentados do microblog, e teve gente até comentando que a artista teria sido machista em seu posicionamento.

Tudo começou quando um internauta comentou: “A Ludmilla canta umas músicas tão vibes menina de oitava série mandando indireta no Twitter”, escreveu. A cantora retuitou o post e rebateu de forma obscena. “Nossa, se na oitava série sua pussy já matava rindo deve tá larguíssima hoje em dia, né?”, rebateu ela, fazendo menção ao hit “Rainha da Favela“.

Outra internuata também achou as palavras de Ludmilla um tanto quanto problemáticas, mas a artista retuitou, novamente, e respondeu: “Se fosse qualquer outra pessoa que não fosse feminista e empoderasse a liberdade das mulheres no sexo e na vida nas próprias músicas vocês poderiam forçar essa barra, mas vocês querem problematizar em cima da gata que fez ‘cai de boca no meu bucetão’? Não faz sentido, chega“, decretou.

Com esse comentário de Lud, teve gente achando o posicionamento da artista carioca como “machista”. “Amor, vagina não alarga! Fica tranquila, viu. Passa um neném por uma vagina e depois ela volta para seu estado natural. No mais, 2021 e esse tipo de mensagem machista é foda”, escreveu a ativista Andreza Delgado, que disse ser admiradora do trabalho da cantora.

Sou fã do trabalho da Ludmila, mas é complicado esse tipo de postura, porque é igualzinha dos cara que fica falando merda de mulheres que exerce sua sexualidade e dá para quem quer”.

Até Lumena Aleluia, ex-participante do “Big Brother Brasil 21”, da Globo, se manifestou na polêmica. “Lud que comentário fenotipicamente complicado! Sou sua fã, achei que ao me criticar no “BBB”, poderia encontrar em você uma referência para aprendizados, mas esse BO aí ficou difícil de entender”, declarou a psicologa.

A partir daí, Ludmilla publicou um longo desabafo, dizendo que, independente de suas opiniões, ela sempre acaba sendo criticada nas redes sociais. “Vocês ainda não perceberam que tudo que eu faço é problemático pra algumas pessoas? Se eu me posiciono é problemático, se eu respondo alguém querendo me diminuir debochando também é problemático, se eu aceito um convite pra ser atriz é problemático, se eu falo de política…”, inicou.

“Me expressar nas minhas redes, vocês já me fizeram apagar várias coisas, vocês já me fizeram deletar as minhas redes sociais, então, eu cheguei a conclusão que eu nunca vou agradar todo mundo e também não faço mais questão disso, tem algumas pessoas loucas e cheia de ódio. Motivo pra militar e começarem a me apedrejar como sempre, tô fora. Cansei”, disse.

Como Ludmilla se tornou a 2ª mulher mais ouvida do Spotify Brasil
(Foto: Reprodução / Instagram @ludmilla)

Para finalizar, ela comentou que não o fato de ser uma pessoa pública não a obriga a passar por esse tipo de situação. “Antes de ser artista sou um ser humano, corre sangue na minha veia filha e ferve tanto que chegou a me queimar por me calar”, contou.

Escrito por Leonardo Rocha

Fofura: Nicki Minaj compartilha momentos raros ao lado do filho

30 milhões: Juliette supera Luan Santana em número de seguidores no Instagram