Lu Andrade, do Rouge, começa a seguir Maurício Souza e discute com fãs
(Fotos: Instagram @luandradereal e @mauriciosouza17)
in ,

Lu Andrade, do Rouge, começa a seguir Maurício Souza e discute com fãs

Criticada por seguir jogador com discurso homofóbico, Lu Andrade rebate: “cuidem de suas próprias vidas”.

A cantora Lu Andrade, a Luciana do Rouge, decepcionou fãs neste fim de semana. Ela começou a seguir o jogador de vôlei Maurício Souza, que foi demitido do Minas Tênis Clube após comentários homofóbicos nas redes sociais.

Questionada por fãs, Lu Andrade discutiu com eles nos comentários. “Sou feliz, bem resolvida e totalmente responsável e dona dos meus atos. Não devo nada a ninguém, e não estou atrás de aprovação ou admiração. Seus comentários de ódio, fiscalização da vida alheia e julgamentos não são bem vindos por aqui. Cuidem de suas próprias vidas. Obrigada”, ela respondeu.

“Deixa eu ficar quieta”: Pepita comenta posicionamento de Lu Andrade sobre Maurício Souza

Lu Andrade, do Rouge, começa a seguir Maurício Souza e discute com fãs
(Fotos: Instagram @luandradereal e @mauriciosouza17)

Leia mais:

Liberdade de expressão ou preconceito?

Um fã disse “lamentar profundamente” que ela apoie “esse tipo de gente, que usa de ódio para segregar as pessoas. Lu Andrade também respondeu. “Querido, é o contrário. Você precisa se informar. Não existe discurso de ódio nem da minha parte, nunca existiu mesmo quando tive todos os motivos para, nem das pessoas que você julga”, escreveu.

“O que existe é um apoio ao nosso direito de expressão. As pessoas precisam ir mais a fundo nas questões antes de julgarem as outras. Tudo de bom para você”, completou.

Maurício Souza é dispensado do Minas Tênis Clube e da Seleção Brasileira (Foto: Instagram/@mauriciosouza17)

O mesmo discurso de liberdade de expressão é feito por Maurício Souza. Tudo começou quando o jogador fez um post no Instagram criticando os quadrinhos do Super-Homem, que trarão uma versão bissexual do personagem. Maurício escreveu: “Ah é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar“. Depois da polêmica, ele disse: “ter opinião e defender o que se acredita não é ser homofóbico e nem preconceituoso”.

Maurício atribuiu sua demissão à “turma da lacração”. O repúdio na Internet fez os patrocinadores pressionarem o time por sua cabeça. Em contrapartida, Maurício ganhou uma onda de apoio e ultrapassou um milhão de seguidores no Instagram – pessoas que, como Lu Andrade, acreditam defender a liberdade de expressão… ainda que seja um discurso discriminador.

Escrito por Redação POPLine

Limp Bizkit aproveita o Halloween para lançar o álbum “Still Sucks”

Jay-Z, Foo Fighters e mais entram para o Rock And Roll Hall Of Fame