in

“Look What You Made Me Do”: as referências – e as prováveis alfinetadas – do novo clipe da Taylor Swift

Tudo o que envolve a carreira da Taylor Swift é repleto de pistas. Os fãs – e também muitos “não Swifties” – já se acostumaram a procurar mensagens escondidas em encartes, músicas e, claro, videoclipes. A gente comentou aqui no POPline o que falam sobre o que há nas entrelinhas na letra de “Look What You Made Me Do”, mas o videoclipe lançado na noite deste domingo (27) traz mais. Muito mais!

Vamos desbravá-lo?

00:10
Os primeiros segundos já mostram a primeira “brincadeira” da Taylor. Na panorâmica do alto do cemitério de onde o videoclipe parte, as lápides formam as iniciais da cantora. Na lápide principal, o recado principal: “aqui jaz a reputação da Taylor Swift”.

00:21
A Taylor-Zumbi deixa a cova com o vestido de “Out Of The Woods” (à esquerda da foto abaixo), último videoclipe da era “1989” e também dirigido por Joseph Kahn. A ideia é simbolizar que o passado está enterrado, definitivamente encerrado. É possível ver também outras lápides do cemitério e em uma delas escrito o nome Nils Sjöberg, pseudônimo usado por Taylor nos créditos de “This Is What You Came For”, música do ex-namorado Calvin Harris.

00:34
Um outro “eu” da Taylor aparece. A cantora está dentro da cova usando o vestido do Met Gala 2014.

00:35
A nova Taylor está agora na banheira rodeada de diamantes e aqui está, supostamente, a primeira alfinetada a Kim Kardashian. A cantora pode estar se referindo ao episódio do roubo da socialite em Paris quando ela disse que foi amarrada e levada para o banheiro pelos assaltantes enquanto eles levavam milhões em joias. No entanto, a teoria mais provável aqui é a descrição de uma cena descrita pela mídia a Taylor em que ela manipularia os homens e em seguida choraria deitada em uma banheira de joias. Dentro da banheira de Taylor, há ainda uma nota de um dólar. Certa referência à ação movida contra um ex-radialista que foi condenado por assediar a cantora em 2013. Ela pediu apenas um dólar caso saísse vencedora do processo.

00:50
Na sala da rainha, Taylor está em um altar com serpentes lhe servindo. Nas colunas e braços do trono é possível ler em latim a frase “Até tu, Brutus?” usada historicamente para se referir a uma atitude surpresa de alguém, uma traição. Em seguida, Taylor é servida de chá. Em inglês, “tea” também pode significar “fofoca”.

01:05
O acidente de carro. Aqui, supostamente, o alvo é Katy Perry. Alguns acreditam que a caracterização seja uma referência à cantora de “Roar”. No final, o acidente é apenas uma armação para ser fotografada pelos paparazzi. Os focos estão para um troféu do Grammy na mão de Taylor e para um guepardo dentro do carro usando pingente com o número 13, que coincidentemente além de número da sorte da cantora, pode ser uma alusão às 13 nomeações que Katy possui na premiação.

01:20
Taylor agora está de laranja, cor usada nos Estados Unidos para uniformes de presidiários, dentro de uma jaula e cercada por seguranças. Além do balanço, a cantora também aparece sentada em uma mesa, jantando uma lagosta. Uma ratoeira e um rato preso também são visto no “banquete”. Fãs apontam aqui que o rato é uma analogia a falsas pessoas. O animal também faz parte da cadeia alimentar das serpentes, o animal usado por Taylor para simbolizar à divulgação da nova música.

01:35
Taylor e sua gangue de gatos assalta uma empresa chamada Stream Co., uma clara referência à briga que a cantora enfrentou com plataformas de streaming sobre pagamentos irrisórios a produtores e compositores.

01:50
Mais uma referência à sua vida pessoal. Na sequência, Taylor aparece comandando um exército de mulheres plastificadas, o seu “squad”. Neste caso, amigas próximas que acompanham e colaboram na carreira da artista – como as participações no clipe de “Bad Blood”. O esquadrão padronizado pode ser uma crítica à imprensa marrom que rotulou as amigas da cantora como sem personalidade.

02:05
A cena da sala dos candelabros. Primeiramente, ela lembra o videoclipe de “Blank Space” e Taylor faz aqui uma referência a Olivia Newton-John. A veterana cantora de country também foi bombardeada pela mídia no auge da carreira e chegou a lançar uma música e clipe tratando do caso, “The Rumour”, assim como Taylor. O visual de Taylor e de Olivia são muito parecidos.

A cena também mostra uma Taylor controladora e com oito funcionários que fazem de tudo para mantê-la satisfeita. A equipe usa por baixo do paletó uma camiseta com as iniciais “I <3 TS”, as mesmas usadas pelo ex-namorado Tom Hiddleston em um feriado na praia.

02:20
A pirâmide de Taylors. Todas as personagens de seus antigos videoclipes são vistas lutando para chegar ao topo onde está a nova versão da cantora que usa um modelito com destaque para as letras “REP”, referência a “Reputation”, o título do seu novo álbum.

03:59
Mostrando sua força, Taylor aparece levantando duas motos e notas de dólar caem ao chão. Aqui, a cantora pode estar se referindo à mais uma ação na justiça. Taylor teve seu nome envolvido em uma audiência solicitada pela “Lucky 13”, empresa de roupas voltadas para o público amante de motos e motoclubes. A ação movida em 2015 foi encerrada pelos advogados da cantora sob segredo de justiça.

03:32
A nova Taylor escreve a palavra “Reputation” em um grande avião enquanto avista do alto suas outras “personas” do passado.

03:42
O diálogo.

– Gente! (diz a Taylor do clipe de “You Belong With Me” usando uma camiseta reformulada – veja abaixo)
– Pare de fazer essa cara de surpresa, é tão irritante (diz Taylor-zumbi)
– Sim! Você não pode ficar surpresa o tempo todo (diz Taylor do clipe de “Shake it Off”)
– Qual a dessa vadia? (diz Taylor da cena dos candelabros)
– Não me chame assim (Taylor-zumbi)
– Gente! (com sotaque do interior, diz Taylor de “Teardrops On My Guitar”)
– Ah, pare de fingir que você é legal. Você é tão falsa (diz Taylor da era “Red”)
– Lá vai ela, bancando a vítima de novo (diz Taylor-motoqueira)
– O que você está fazendo? (diz a Taylor do Met Gala)
– Conseguindo provas. Vou editar isso depois! (diz a Taylor do acidente)
– Eu gostaria de ser excluída desta narrativa (diz Taylor do VMA 2009, frase usada por Taylor após o caso Kim-Kanye-Famous-Telefonema)
– Cala a boca (o restante)

A camiseta
No clipe Taylor usa uma versão repaginada da camiseta “Junior Jewel” de  “You Belong With Me” com o nome das pessoas que ela considera amigos de verdade. É possível ver os nomes de Selena [Gomez], Blake [Lively], Ryan [Reynolds], Este, Alane, Danielle [HAIM], Gigi [Hadid], Lena [Dunham], Ed [Sheeran], Martha [Hunt], Lily [Aldridge], Abigail, Claire [Winter], Todrick [Hall] e Patrick. Fãs sentiram falta de Ella, nome real da Lorde, e Cara Delevingne.

Escrito por Amanda Faia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Efeito VMA: Confira como está o desempenho no iTunes EUA das músicas apresentadas na premiação

VMA 2017: Queda da 5ª integrante em apresentação do Fifth Harmony é amplamente comentado na internet