in ,

Lollipop: Miley Cyrus sai pra festejar pagando de sexy em "Party In The U.S.A"

Aos 16 anos de idade Miley Cyrus provavelmente não quer muito além de mostrar ao mundo que pode cantar, dançar e causar. Bem, talvez “causar” não seja tão possível assim, já que ela é um membro de um mundo de amor e fantasia: o da Disney. Mas quem falou aqui em obedecer regras?! Miley já apareceu sem roupa em fotos e mesmo assim ainda conseguiu chocar os pais de seus fãs com o inofensivo “Party In The USA”, que vamos analisar na coluna dessa semana.

No vídeo, a cantora tenta mostrar ao mundo que se orgulha de onde veio e que não quer ser mais uma em Hollywood. Miley prefere Tenneese, lugar de onde veio, e na primeira oportunidade sai pulando com seu shortinho rasgado e suas botas no “melhor” estilo cowboy. É com essa roupa que ela foi praticamente acusada de estar nua, além de outras coisas, pelos pais que pegaram seus filhos assistindo a nova composição visual de Cyrus.

A grande balburdia não se deu por sua qualidade ou falta dela, mas os pais dos fãs de cerca de 9 anos de idade, de acordo com a MTV.com, não estão felizes em ver a “verdadeira” Miley. Por verdadeira entenda uma Miley que está festejando com os amigos e pagando de sexy.

Mesmo com o diretor Chris Applebaum controlando para que a produção não fosse ultrajante para os fãs pequenos e nem tediosa para os mais velho, os pais dos fãs espernearam feito crianças.

Todavia, Applebaum comenta que a intenção era relembrar uma passagem de Grease, onde um jovem John Travolta sai do carro para cantar em um projeção. Além disso, Miley queria mostrar aos seus fãs como era a época em que seus pais saiam para festejar (sem drogas, claro! Estamos na Disney!). Assim, o nome do lugar onde a festa acontece é o mesmo do que os pais da Miley freqüentavam, tal como o carro que traz a cantora de carona no vídeo, que também é o mesmo que a mãe usava quando era assim… uma menina levada, inocente e cheia de amor para dar.

Acredito que para quem vê o clipe isoladamente, nenhum desses detalhes saudosistas ficam claros, tornando a produção vazia, quando não é. Talvez a idéia do diretor tenha sido a de usar uma narrativa transmidiática ao “pedir” ao telespectador que busque informações para entender o enredo fora do próprio vídeo. Todavia, tendo em vista o público mais velho da Miley, que deve saber de todos os detalhes da biografia dela e dos pais, acredito que o clipe é completamente válido. Além de ter deixado as criancinhas super serelepes.

Mas, você deixaria seu filho ou sua irmã mais nova assistirem ao vídeo ou, no caso feminino, se vestirem com a Miley?

Escrito por Redação POPLine

9 Comments

Ela quer cantar com ele: Selena Gomez está apaixonada por Jason Mraz

Integrante do Pussycat Dolls recusou convite para ser dançarina de Britney Spears