in ,

Lollipop: A festa gay do japonês com "Hush, Hush" das PCD

A festa gay do japonês!

Vários motivos podem levar alguém a se inspirar para o roteiro de um clipe. Um deles pode ser o seu Alter Ego (se você não sabe o que é, joga no google) e se essa for a inspiração do japonês Jeseph Kahn (ok, o Joseph nasceu no Texas, mas vamos ignorar essa informação) para seus clipes, então no novo clipe das Pussycatdolls ele liborou geral sim, como diria o Zac Efron em “Bet it On” “Libero sim”.

O vídeo de “Hush, Hush” começa com a Nicole dando um tempo na banheira para que o Kolene aja nos seus cabelos rebeldes. É um momento bem Mariah Carey do clipe. Logo em seguida, quando a música começa a jogatividade, ela sai do cômodo com a raiz completamente revitalizada, cachos sedosos e soltos.

kolene

A Nicole sai cantando pela casa, que é, na verdade uma casa de boneca. E, confesso, gostei da idéia da casa de bonecas. Claro que não foi difícil para o Joseph pensar nisso, pq né? Pussycat Doll: tira o pussy, tira o cat, vai o Doll, soma com House e pronto. Ficou visualmente interessante, além de ser sempre bom ver diretores completamente  comerciais, como nosso japonês mais pop de todos os tempos, se apoderare de armas mais alternativas, como o fato de introduzir elementos do teatro em suas produções. No caso de “Hush, Hush” é o cenário. Um doce bem colorido para o Joseph!!

Conhecendo a videografia dele, que inclui Everybody (5 lollipops para esse clipe, viu?) dos Backstreet Boys e o mais novo do Eminem, We Made You, você vai ficar surpreso pelo fato dele não ter entupido o clipe com um pacote de efeitos especiais prontos. Ele também já dirigiu “When I grown Up” das meninas que é cola glitter em forma de vídeo. Por outro lado, ele já fez Alô Galera de Cowboy “I Hate This Part” (right heeeeeeere), que já apontava para caminhos mais simples de filmagem, como Madonna fez (e muito bem feito) em Don´t tell me.

O Joseph é um cara que sempre tenta colocar um milhão de idéias no mesmo projeto. Eu não sei se ele pegou isso da Britney ou ela que pegou dele. Já que, segundo a própria, é a Britney quem cria a sinopse dos seus vídeos. Nesse das Pussy ele acabou se perdendo no meio de todos esses cenários. A edição termina por ganhar um ritmo confuso enquanto o clipe vai se aproximando do final.

O sonho gay do Joseph foi bem movimentado. Tem plumas, mulheres dançando, a clássica cena disco, uma fotografia bem comum e o clássico “I will survive”. Mas é nessa hora do sonho do japa que começa o pesadelo dos cabelos da Nicole. A essa altura, lá na boate, o suor escorrendo depois da patinação, a raiz já não é mais a mesma e o Kolene perde seu brilho. Nicole evolui então para Mel B, ex-Spice Girls. Tem também o Perez Hilton e a Camem Electra, ou seja, mais gente para ofuscar ainda mais as outras meninas do grupo. Não tentem imaginar o Joseph se imaginando no lugar da Nicole… não faz bem! Ah, Tem mais sobre a videografia dele aqui.

Lollipops: Dos 5 pirulitos, o Joseph perdeu um por não valorizar o resto do grupo, um pela edição confusa e o último por pecar no excesso de elementos. Façam as contas.

Escrito por Redação POPLine

Assista a versão final de "Paranoid", clipe do Kanye West com Rihanna

Banda Cine é uma das apostas na renovação do POP/Rock nacional