banner com link para rádio globo
Arthur Fitzgibbon, Cris Falcão e Korand Dantas | Fotos: Divulgação
in

Lista global de personalidades do mercado da música da Billboard destaca brasileiros

A lista traz nomes que contribuíram para o crescimento do mercado da música durante o último ano

Billboard’s International Power Players, iniciativa que reconhece os líderes da indústria – indicados por suas empresas e pares, e selecionados por seus editores, divulgou a lista dos homenageados que incluem executivos de gravadoras, editoras musicais, empresários independentes, gerentes de artistas e promotores de shows.

Leia mais:

A lista traz nomes que contribuíram para o crescimento do mercado da música durante o último ano, que gerou uma receita global de US$ 25,9 bilhões (aproximadamente R$ 130 bilhões), de acordo com a IFPI em seu Relatório Global de Música. Segundo a publicação, “todos têm a responsabilidade primária pelos mercados fora dos Estados Unidos, territórios que respondem pela esmagadora maioria das vendas de música gravada no mundo”.

De acordo com relatório divulgado pela IFPI, os resultados de 2021 superaram os maiores totais anteriores já relatados pelo instituto – um total de US$ 24,1 bilhões em 1991. E Frances Moore, CEO da IFPI, levou um momento para colocar a tendência histórica em perspectiva.

“Alguns de vocês podem ter vivido os dias em que estávamos relatando ano após ano sobre o declínio da indústria. Mas agora estamos em nosso sétimo ano de crescimento global. Há muito otimismo no mercado”, disse Frances.

Dentre os executivos citados, 9 brasileiros se destacam na lista: Sergio Affonso, Presidente da Warner Music Brasil; Paulo Lima, Presidente da Universal Music Brasil; Paulo Junqueiro, Presidente da Sony Music Brasil; Konrad Dantas, Fundador KondZilla; Bruno Vieira, Diretor de Amazon Music Brasil; Cris Falcão, Managing Director da Ingrooves Brazil; Arthur Fitzgibbon, Diretor administrativo do Brasil da ONErpm; Marcelo Soares, CEO da Som Livre; e Sandra Jimenez, diretora do YouTube Music Partners na América Latina.

Sergio Affonso, Paulo Lima, Paulo Junquiero e Marcelo Soares | Fotos: Divulgação

Categoria: Grupos de Música Latina

Na categoria “Music Groups Latin”, a lista destacou Sergio Affonso, Presidente da Warner Music Brasil, pelo recente sucesso de Anitta, que se tornou a primeira artista brasileira a liderar o Global da Billboard. A publicação ainda revela o foco da major na música latina, visto que a parada americana “Envolver” ficou no topo na mesma semana em que o argentino Paulo Londra atingiu o terceiro lugar com “Plan A”.

Já a Universal Music, com Paulo Lima, foi destacada pelo seu potencial de internacionalizar artistas latinos locais, como na performance de Sebastián Yatra no Oscar com “Dos Oruguitas”, o sucesso de Karol G como a principal artista feminina da música latina; e as colaborações de J Balvin com Ed Sheeran. A Billboard também destacou os acordos fechados pela Virgin Music com a HUB Records no Brasil, que desenvolveu mais de 15 bandas locais de sucesso no país, incluindo o cantor pop Jão.

A Sony Music, continuou a ser líder de mercado na América Latina e Espanha graças ao sucesso internacional de artistas como Rauw Alejandro, Farruko, Maluma e Camilo. No Brasil, com Paulo Junquiero, a gravadora finalizou a aquisição da Som Live e liderou a popularização do gênero pisadinha, revela Billboard.

Categoria Streaming

Na categoria streaming, dois nomes relevantes do mercado brasileiro foram citados: Sandra Jimenez, diretora do YouTube Music Partners na América Latina – listada também no ano passado, Bruno Vieira, Diretor de Amazon Music Brasil, e Konrad Dantas, Fundador da KondZilla.

Comemorando 10 anos no mercado, a empresa de entretenimento em constante evolução de Dantas agora engloba a KondZilla Records – com mais de 100 artistas na lista – KondZilla Films, KondZilla Licensing e o canal de notícias KondZilla Portal.

“Ainda continuamos no topo da indústria da música”, diz o executivo brasileiro, graças ao seu canal no YouTube em rápido crescimento, que tem 65,5 milhões de assinantes – o equivalente a 31% da população brasileira. Outro marco para a empresa foi o lançamento da segunda temporada de sua série “Sintonia”, produzida pela Netflix, que se tornou uma das séries mais transmitidas de 2021 no Brasil.

Favela Filmes, KondZilla e Globo lançam documental ‘Mães do Brasil’
Konrad Dantas, fundador da KondZilla | Foto: Reprodução Instagram/@kond

Labels e Distribuidoras

Listado entre os empresários na categoria de Labels e Distribuidoras está Arthur Fitzgibbon, presidente da ONErpm no Brasil há mais de 10 anos, que supervisionou a adição de mais de 110.000 novos artistas brasileiros à distribuição da ONErpm em 2021, atingindo mais de 60 bilhões de visualizações no YouTube no mercado, segundo a empresa.

Cris Falcão, Managing Director da agregadora digital Ingrooves Brazil, um dos grandes nomes femininos do mercado nacional, foi destaque pela primeira vez na Billboard. Com mais de 17 anos na indústria musical, Cris, que também é colunista do POPlilne.Biz é Mundo da Música e comemora a indicação:

“Vejo essa indicação muito além do que um reconhecimento pessoal, profissional, é realmente ver que o trabalho que a gente vem fazendo abre portas para o Brasil no mundo todo. Mostra que temos uma eficiência e qualidade na nossa indústria que, por muito tempo, de certa forma foi desmerecida”.

Por fim, mais uma vez em destaque, está Marcelo Soares, CEO da Som Livre, que comemorou: “Não consigo pensar em uma maneira melhor de começar esse novo mundo pós-pandemia”. Em março, a Som Livre passou a fazer parte do Sony Music Group depois que a multinacional adquiriu a maior gravadora independente do Brasil por cerca de US$ 255 milhões após o anúncio do acordo em 2021. A compra não apenas fortaleceu a presença da Sony no mercado musical brasileiro em rápido crescimento, mas também trouxe uma vasta conjunto de recursos aos artistas da Som Livre.

Escrito por Rafa Ventura

Site divulga primeiras cenas de “Doutor Estranho 2”