Foto: reprodução/ @Lexa @Wanessa Instagram
in ,

Lexa canta “Não Resisto a Nós Dois” com Wanessa Camargo e emociona

O hit de Wanessa era uma das músicas cantadas por Lexa na infância

Lexa foi uma das convidadas da live do Instituto Neymar Jr, que faz parte de uma campanha de arrecadação comandada pela irmã do jogador e que visa o atendimento de milhares de crianças carentes.

Foto: reprodução/YouTube

Chamada de “Coração pra Coração por Rafaella” o evento promoveu o encontro da funkeira com Wanessa Camargo e, juntas, cantaram o hit “Não Resisto a Nós Dois” da veterana. A música tem um significado especial para Lexa, que adorava performar a canção quando criança.

“A emoção tomou conta do meu coração literalmente quando eu vi a Lexa e a Wanessa cantando junto. A Wanessa foi tão carinhosa com a Lexa e a Lexa tão cheia de amor com a Wanessa que eu não resistir. Foi como se eu voltasse no tempo e visse eu gravando a Lexa quando ela era criança. Ainda estou emocionada. Foi um momento bem feliz.” – disse Darlin Ferrattry, mãe da funkeira.

Veja o vídeo de Lexa interpretando a música ainda criança: 

O encontro aconteceu por volta de 3h41 minutos:

Apresentação no Prêmio Multishow

Darlin Ferrattry, mãe e empresária de Lexa, usou o Instagram para comemorar o espaço conquistado pela filha, que se apresentou como um dos destaques do Prêmio Multishow. A cerimônia aconteceu na noite de quarta (11/11) e Lexa se apresentou com um medley que repassou sua carreira, com trechinhos de seus maiores sucessos, além das músicas novas.

Darlin Ferrattry define a performance como uma vitória

A mãe da cantora escreveu que o palco do Prêmio Multishow é um lugar cobiçado por todos artistas. “Pisar nesse palco é a realização de um sonho, é o significado de uma vida de lutas, dedicação, perseverança, acreditar no que faz e, principalmente acreditar que Deus tem planos para nós”, publicou.

“Quanta honra!! Acho que a palavra que define o dia de hoje e esse local se chama: Vitória! Vitória pelo espaço conquistado, vitória por nós mulheres empoderadas, vitória pela música, vitória pelo funk no Brasil que ganhou respeito e notoriedade, vitória pelas mulheres no funk que conseguem mostrar realmente para o que elas vieram, vitória por permitir mostrar ao mundo que o preconceito não tem espaço, que todas as formas de arte, música e cultura são válidas e merecem respeito”, completou.

 

Escrito por Douglas Françoza

AMA 2020: Dua Lipa, Maluma, Jennifer Lopez e BTS posam no tapete vermelho

AMA 2020: Justin Bieber faz medley e canta Monster pela primeira vez com Shawn Mendes