Lady Gaga Chromatica
Foto: Divulgação
in ,

Lady Gaga fala sobre composições do “Chromatica” para o site American Songwriter

Lady Gaga destacou seu trabalho na música “Fun Tonight” e sua parceria com Elton John em “Sine From Above”.

Além de uma incrível cantora e instrumentista, Lady Gaga é também bastante conhecida por suas composições e com o “Chromatica”, mais recente álbum da cantora, isso não poderia ser diferente e ela se destacou mais uma vez nas das músicas do projeto.

Lady Gaga coloca várias músicas do "Chromatica" dentro da Billboard Hot 100
Foto: Divulgação

E para o site American Songwriter, Lady Gaga resolveu falar um pouco mais sobre o processo de composição do “Chromatica” e, entre outras coisas, destacou seu trabalho na música “Fun Tonight”, que ela descreve como uma das músicas mais tristes do álbum, e sua colaboração com Elton John em “Sine From Above”.

“Elton é família. É maravilhoso trabalhar com Elton”, afirmou Gaga sobre a colaboração em “Sine From Above”. “Ele tinha começado a música primeiro e então me enviou e eu escutei e amei e então terminei ela e enviei de volta pra ele e disse, ‘Você gosta, você gosta?’. Ele amou.”

“Nós decidimos gravá-la e ela se tornou tão especial. Eu amo essa música mais do que tudo. Eu lembro quando estávamos terminando ela, foi difícil – Eu pressionei os meninos para fazê-la quase speed-core [subgênero do Hardcore Techno] no final. Apenas essa explosão sônica. Foi porque eu queria – eu queria que essa música tivesse alcance, começando de uma forma bem orgânica, melódica e então terminando em uma espécie de cacofonia. A cacofonia que eu não sou confortável.

“Eu acho, sabe, quando você passa por coisas difíceis, não é necessariamente sobre essas coisas difíceis começarem para que você fique bem. Eu acho que é sobre você estar bem com as coisas difíceis. É construir resiliência. ‘Sine From Above’ é muito sobre resiliência”, concluiu Gaga.

Foto: Divulgação

A música mais triste do álbum de Lady Gaga?

Sobre “Fun Tonight”, a cantora afirmou: “Na verdade eu gosto de cantar no microfone praticamente todo o tempo que estamos compondo. Eu não gosto de gravar coisas em caso de eu esquecer. Mas eu tenho uma teoria que se você esqueceu, é ruim e você não deveria gravar! Então, essa música em particular – essa música, oh Deus eu amo essa música. É quase impossível para mim ouvi-la, na verdade; Eu acho que é uma das músicas mais tristes do álbum. Eu acho que talvez seja a música mais triste do álbum. Porque eu estou realmente cantando para mim mesma.”

“Eu estava meio incapaz de em certos momentos ser feliz pelas outras pessoas quando eles estavam se divertindo. Eu sentava sozinha e pensava, ‘Eu não ligo quantas pessoas eu veja dançando ou sorrindo no momento. Eu não consigo me divertir.’ Então depois disso eu escrevi a música, eu ouvi ela novamente e disse, ‘Eu estou cantando para mim mesma’.”

“Eu espero que quando as pessoas ouçam essa música e se relacionem com ela, elas saibam que sentir vergonha por se sentir triste não ajuda. Isso acontece, mas não ajuda”, completou.

Escrito por Kavad Medeiros

Entrevista: Bruno Duque, head da TuneCore Brasil, fala sobre o impacto na cena musical independente com a chegada da empresa ao país

BIN lança o álbum de estreia “Para Todas As Mulheres Que Já Rimei” após parceria com Papatinho e Anitta