in

Katy Perry quer provar a si mesma que não é uma cantora passageira

Katy Perry comentou com a revista Rolling Stone sobre o segundo álbum da carreira.

Para ela, o próximo disco é muito importante porque vai revelar se ela realmente nasceu para ser cantora ou se ela apenas “teve sorte”. “Dois sucessos seguidos (‘I Kissed a Girl’ e ‘Hot N Cold’), ganhar uma placa de platina com um único CD, ter apenas 24 anos e conseguir trabalhar com grandes nomes… tudo isso é de tirar o fôlego”. , comenta.

Perry adiantou que vai trabalhar com nomes como Dr. Luke e Max Martin. Ela deve entrar em estúdio a partir de setembro.

“Basicamente o que eu quero não é alienar os fãs. Eu acredito que algumas pessoas pensam que porque se teve sucesso com um álbum, tem que dar uma virada de 180 graus e fazer algo completamente diferente. Eu acho esta estratégia errada. Eu acho que temos que crescer. Algumas pessoas ficam de saco cheio de si mesmas e eles pensam que tudo vai dar certo e não entendem que o motivo de você estar onde está é os fãs”, disse.

Katy completou afirmando que o som será “pop” e disse mais: “Love Fools” do Cardigans, se encontra com “Into The Groove” da Madonna mas com uma letra com mais conteúdo. Não vou falar sobre dancinhas, quero algo com sentido”.

Sobre os pais, Katy disse que apesar deles parecerem rigorosos por causa da religião, eles são legais e modernos. “Na verdade minha mãe costumava sair com Jimi Hendrix e meu pai vendia ácido para Timothy Leary”, brincou.

Escrito por Amanda Faia

One Comment

Jay-Z rompe contrato com a DefJam e paga multa de 5 milhões de dólares

Green Day no Brasil: Vocalista da banda confirma show no país em 2010