in ,

Karol Conka, Pabllo Vittar e Baco Exu do Blues estão em nova lista de “álbuns do ano” da Associação Paulista de Críticos de Arte

Antes de anunciarem o título de “álbum do 2018”, de acordo com seus jornalistas associados, a APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) revelou a segunda parte do listão de indicados. A cada semestre, 25 projetos são selecionados e dos 50 discos eleitos durante todo o ano apenas um foi escolhido.

Desde segundo semestre, aparecem “Ambulante”, da Karol Conka; “Bluesman”, do Baco Exu do Blues; “Não Para Não”, da Pabllo Vittar; “Todxs”, da Ana Cañas; “Sinto Muito”, da Duda Beat; “OK OK OK”, do Gilberto Gil; “Para Dias Ruins”, da Mahmundi; entre outros.

Confira a lista dos 25 eleitos deste segundo semestre:

Ana Cañas – Todxs (Guela Records)
Baco Exu do Blues – Bluesman (EAEO)
Bixiga 70 – Quebra Cabeça (Deckdisc)
BK – Gigantes (Pirâmide Perdida Records)
Cacá Machado – Sibilina (YB Music / Circus)
Carne Doce – Tônus (Independente / Natura Musical)
Diomedes Chinaski – Comunista Rico (Independente)
Duda Beat – Sinto Muito (Independente)
E a Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante – Fundação (Balaclava Records)
Edgar – Ultrasom (Deck)
Gilberto Gil – OK OK OK (Biscoito Fino)
Josyara – Mansa Fúria (Independente)
Karol Conká – Ambulante (Sony Music)
Laura Lavieri – Desastre Solar (SLAP)
Luiza Lian – Azul Moderno (Selo Risco)
Lupe de Lupe – Vocação (Geração Perdida de Minas Gerais / Balaclava Records)
Mahmundi – Para Dias Ruins (Universal Music)
Marcelo D2 – Amar É Para Os Fortes (Pupila Dilatada)
Mulamba – Mulamba (Máquina Discos)
Pabllo Vittar – Não Para Não (Sony Music)
Phill Veras – Alma (Independente)
Quartabê – Lição#2 Dorival (Selo Risco)
Rodrigo Campos – 9 Sambas (YB Music)
Samuca e a Selva – Tudo Que Move é Sagrado (YB Music)
Teto Preto – Pedra Preta (Mamba Rec)

E a lista dos eleitos no 1º semestre de 2018:

Almir Sater & Renato Teixeira – + AR (Universal Music)
André Abujamra – Omindá (Independente)
Anelis Assumpção – Taurina (Pomm_elo / Scubidu)
Autoramas – Libido (Hearts Bleed Blue)
Ava Rocha – Trança (Circus)
Cólera – Acorde, Acorde, Acorde (EAEO Records)
Cordel do Fogo Encantado – Viagem ao Coração do Sol (Fogo Encantado)
Craca e Dani Nega – O Desmanche (Independente)
Dingo Bells – Todo Mundo Vai Mudar (Dingo Bells / Natura Musical)
Djonga – O Menino Que Queria Ser Deus (CEIA Ent.)
Elza Soares – Deus É Mulher (DeckDisc)
Erasmo Carlos – Amor É Isso (Som Livre)
Gui Amabis – Miopia (Independente)
Iza – Dona de Mim (Warner)
Jonas Sá – Puber (Selo Risco)
Juliano Gauche – Afastamento (EAEO Records)
Kassin – Relax (LAB 344)
Malu Maria – Diamantes na Pista (Independente)
Marcelo Cabral – Motor (YB Music)
Maria Beraldo – Cavala (Selo Risco)
Maurício Pereira – Outono No Sudeste
Rashid – Crise (Foco na Missão)
Romulo Fróes – O Disco das Horas (YB Music)
Silva – Brasileiro (SLAP)
Wado – Precariado (Independente)

Para quem vai a sua aposta? Em 2017, o grande vencedor foi “Boca”, do Curumin.

Com informações da Rolling Stone Brasil

Escrito por Amanda Faia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site de apostas acredita que Beyoncé e Cardi B possam fazer história no próximo Grammy Awards

Lauren Jauregui agenda importante apresentação em evento da Anistia Internacional