Jão. Foto: Reprodução de vídeo
in ,

Jão cancela live que faria nesta sexta (05) após morte de Marília Mendonça

Abalado, cantor resolveu respeitar os últimos acontecimentos.

A morte da cantora Marília Mendonça na tarde desta sexta-feira, 5 de novembro, deixou o Brasil em choque. Com o clima de luto, Jão, que faria uma live nesta sexta à noite para celebrar o álbum “Pirata” decidiu cancelar a exibição.

A transmissão aconteceria no TikTok e o comunicado veio via redes sociais.

Leia mais

Luto

Foto: Reprodução

Marília Mendonça estava a caminho de um show no interior de Minas Gerais quando o bimotor que ela e mais quatro pessoas caiu próximo de uma cachoeira na serra de Caratinga, interior de Minas Gerais. Ela estava a caminho de um show no estado e 8 mil pessoas já haviam comprado ingresso para vê-la. Outras quatro pessoas estavam com Marília na aeronave e, infelizmente, ninguém sobreviveu.

A assessoria de Marília Mendonça chegou a informar a imprensa que ela “passava bem”, assim como todos os presentes no avião. Era mentira. Quando a assessoria emitiu a nota, Marília Mendonça, na verdade, ainda estava dentro do avião.

Marília Mendonça, ícone do sertanejo

Marília Mendonça pinta o cabelo e está morena!
(Foto: Instagram @freireaugusto)

Marília Mendonça tinha o sonho de cantar desde criança. Aos 12 anos se destacou, começou a colecionar sucessos e virou influência, mudando os rumos do cenário nacional – principalmente no segmento do sertanejo entre as mulheres. Virou a nossa RAINHA DA SOFRÊNCIA.

Por onde passou, Marília conquistou fãs com seu jeito brincalhão, sorriso largo contrastando com as músicas que entoavam, na maioria das vezes, notas de um coração partido.

O primeiro álbum, homônimo de 2016, já foi disco de platina puxado pelo sucesso de “Infiel”. No ano seguinte, o projeto “Realidade” concedeu uma indicação ao Grammy Latino na categoria de “Melhor Álbum de Música Sertaneja”.

Em 2019 veio um dos projetos mais ambiciosos: o “Todos os Cantos” viajou o Brasil com shows surpresas em todas as capitais do país e estrando músicas inéditas. Novamente veio o recorde de vendas, aceitação da crítica e público além de, finalmente, o prêmio no Grammy Latino.

Na carreira colecionou prêmios do Troféu Imprensa, Prêmio Multishow de Música Brasileira e Melhores do Ano. Ao todo são quatro álbuns de estúdio e outros três colaborativos, todos com as irmãs Maiara e Maraisa. Marília ainda lançou parcerias com Anitta, Felipe Araújo, Michel Teló, Wesley Safadão, Luísa Sonza, Yasmin Santos, Joelma, Léo Santana, Henrique & Juliano, entre outros.

Recentemente, Marília e as irmãs foram destaque na Times Square em Nova Iorque com o lançamento de mais um projeto d’As Patroas, o “Patroas 35%”, lançado em partes e que também conquistou uma indicação no Grammy Latino.

O álbum segue acumulando números impressionantes. No streaming já passa dos 350 milhões de plays e no YouTube são mais de 860 milhões de visualizações.

Escrito por Redação POPLine

Marília Mendonça: famosos lamentam morte trágica da cantora

Henrique Bahia, produtor geral de Marília Mendonça, morre em acidente de avião

Henrique Bahia, produtor de Marília Mendonça, morre em acidente de avião