banner com link para rádio globo
Harry Styles no Brasil: reembolso de ingressos está disponível
(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)
in ,

Harry Styles no Brasil: reembolso de ingressos está disponível

Harry Styles segue sem previsão de trazer a “Love On Tour” ao Brasil.

Harry Styles remarcou parte da agenda de shows da “Love On Tour” e percorrerá palcos dos Estados Unidos entre setembro e novembro. Os shows que estavam marcados no Brasil, no entanto, seguem sem data para ocorrer. Com isso, a Eventim disponibilizou o reembolso dos ingressos para os clientes nesta semana.

Os compradores receberam um e-mail com instruções para pedir o estorno, caso desejem. Quem optar por permanecer com ingresso, ele será válido quando o show for remarcado. Por enquanto, as apresentações de Harry Styles no Rio de Janeiro e em São Paulo estão adiadas (sem data) mas não canceladas.

Harry Styles no Brasil: reembolso de ingressos está disponível
(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)

“Como visto em post recente do artista, as datas da turnê na Europa, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia, América do Sul e México não poderão acontecer nesse momento por precaução, devido à situação ainda instável para realização de turnês internacionais. Entendemos que estão todos ansiosos. Caso seja da sua vontade, o reembolso do valor de face do ingresso será oferecido. Lembrando que seus ingressos continuarão válidos nas novas datas”, diz a Eventim.

A empresa ressalta que, de acordo com a lei nº 14.046/2020, as promotoras de shows não são obrigadas a efetuar o reembolso de ingressos, em caso de reagendamento por conta da pandemia de coronavírus. Mas esse é um caso excepcional, a pedido do artista Harry Styles.

Leia mais:

Harry Styles continua sendo o artista mais lucrativo da Sony Music

Depois da Warner Music, foi a vez da Sony Music divulgar os dados financeiros referentes ao último semestre ano. O resultado mostrou um crescimento de 54.8% em relação ao mesmo período do ano passado. O lucro foi de cerca de 1.3 bilhão de dólares. Desse valor, a maior parte veio de streaming musica: 58.4% desta parcela.

Mesmo sem um projeto mais recente, Harry Styles continua sendo o artista mais lucrativo da Sony Music, colhendo os frutos do álbum “Fine Line“, de 2019. Ele já tinha ocupado o mesmo posto no ano passado e continua em alta.

“O álbum de Harry Styles continua a crescer, demonstrando o impacto duradouro de um álbum quando ressoa com os fãs no mercado de streaming”, disse Charles Wood, diretor de planejamento de mercado e mídia da Sony Music UK, na análise do segundo trimestre para a Music Week.

Escrito por Leonardo Torres

Você sabe quais foram os critérios do BTS para gravar com Ed Sheeran?

CEO da Disney se pronuncia sobre processo de Scarlett Johansson