Foto: divulgação
in

Hariel critica guerra política e má gestão da pandemia no clipe de “2020”

Hariel disponibilizou, nesta quinta-feira, o clipe de “2020”, sua nova música com Mariah Denaro e Beatriz Denaro. A letra, escrita pelos jovens intérpretes, é recheada de criticas sociais e aborda, principalmente, a (má) gestão da pandemia pelos governantes, a perseguição a artistas do funk e a impunidade de políticos corruptos diante de um sistema jurídico falho.

Foto: reprodução/ @mchariel Instagram

Os primeiros versos dão o tom a um hino que soa como um desabafo e um registro de uma juventude antenada ao noticiário socioeconômico, características do artista que fez sucesso com o seu single anterior, “Cracolândia”:

“O ano é 2020 e o mundo está bem diferente, uma pandemia entre a guerra política é um plano mortífero pra inocente”

LEIA MAIS: ‘Ilusão (Cracolândia)’: case de sucesso nas plataformas digitais relata a luta e a dor das famílias que convivem com o vício

A música conta com a produção de Dj Murillo e Dj LT, já o impressionante clipe em 4D, com elementos distópicos, é dirigido por Tiago Silva. A produção audiovisual busca evidenciar e registrar o caos em que o país se transformou durante a pandemia, com recorde de mortes. Confira:

LETRA

2020

MC Hariel, Beatriz Denaro e Mariah Denaro

O ano é 2020 e o mundo tá bem diferente
Quero jogar uma dinamite na porra do covid e no meu presidente
A OMS adverte cuide da saúde aí da sua mente
A política se diverte bolando auxílio
E roubando em dobro da gente

Tem festa no congresso é comemoração (vai)
Se tem baile funk ao vivo
É foco de bandido e contaminação (vai)
Se tem milhares na rua (vai)
Só se for pra votação (vai)
Pra ver qual próximo pilantra vai ajudar a subir a inflação

E é nois que cai na infração (é)
Nois ta na ponta da mira
Porque o sistema é traçado pra que no caminho só tenha armadilha

Realidade triste e cruel
Vírus que assola o Brasil não cura com álcool gel (ó)
Tem que ver bem se tá certo
Quem que tá julgando e quem que é o réu (ó)

O ano é 2020 e eu vejo umas fita que é doloroso
De ter minhas irmãs em casa e ver que já criaram até estupro culposo
De ver uma par de parada que sinceramente só aumenta o nojo
De ver paga pau pra safado que se aproveita em cima do povo

Dinheiro comprando justiça
Racismo acabando com vidas
Vejo almas quase empalhadas de uma juventude bem mais deprimida

Likes em outra publicação
Vício droga e rede social
O ano é 2020 eu só peço que o bem não perca para o mal

A falta de opinião gera lucro e o governo tá rindo de novo
A cura pra nossa nação gera custos maiores que o nosso bolso
E as cores da nossa bandeira lavadas no sangue de um pobre louco
Na beira da morte clamo pela paz e justiça para o nosso povo

A falta de opinião gera lucro e o governo tá rindo de novo
A cura pra nossa nação gera custos maiores que o nosso bolso
E as cores da nossa bandeira lavadas no sangue de um pobre louco
Na beira da morte clamo pela paz e justiça para o nosso povo

Um passo de cada vez
Sem querer correr mais que a minha perna
Vou chegar onde eu sempre sonhei

Eu sei que o problema é a justiça brasileira
Que sempre me vê crescendo, quer achar problema
E me dar uma rasteira mas…

Escrito por Douglas Françoza

V, do BTS, faz história e quebra recorde no iTunes

Olivia Rodrigo: ‘Deja Vu’ também é sobre Joshua e Sabrina?