in

Grupo BTS faz emocionante discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas

Como anunciado anteriormente, o grupo BTS mais uma vez fez história nesta segunda-feira (24). O grupo foi convidado para discursar durante a Assembleia Geral das Nações Unidas, durante o evento de lançamento das campanhas “Youth 2030: The UN Youth Strategy” e “Generation Unlimited Partnership”.

Com a ação, o BTS se tornou o primeiro grupo de K-Pop a ser convidado para discursar no principal evento das Nações Unidas. E eles não fizeram feio.

Com um discurso emocionante, os meninos do BTS, liderados por RM, que foi o porta-voz do grupo, falaram sobre sua parceria com a UNICEF, na campanha “Love Myself”, sobre amor e aceitação e sobre os problemas de jovens como eles e como tantos outros ao redor do mundo.

Confira o vídeo e a tradução completa do discurso do BTS na Assembleia Geral das Nações Unidas, que aconteceu nesta segunda-feira (24), em Nova York, nos Estados Unidos:

“É uma honra incrível sermos convidados para uma ocasião de tamanha importância para a geração de jovens de hoje. No último mês de novembro, o BTS lançou a campanha ‘Love Myself’ com a UNICEF, construída em nossa crença que o amor verdadeiro primeiro começa com amar você mesmo… É uma parceria com o programa da UNICEF para acabar com a violência, para proteger jovens crianças ao redor do mundo da violência.

E nossos fãs se tornaram uma grande parte dessa campanha com suas ações e com o seu entusiamos. Nós realmente temos os melhores fãs do mundo.

Mas eu gostaria de começar falando de mim mesmo. Eu nasci em Ilsan, uma cidade próxima de Seul, Coreia do Sul. É realmente um lugar bonito, com um lago, colinas, e até um festival anual de flores. Eu tive uma infância muito feliz ali, e eu era apenas um garoto comum. Eu costumava olhar para o céu e pensar, e eu costumava sonhar os sonhos de um garoto.

Eu costumava imaginar que eu era um super herói que podia salvar o mundo. Em uma introdução de um de nossos primeiros álbuns, tem uma frase que diz, ‘Meu coração parou quando eu tinha talvez nove ou dez [anos]’. Olhando para trás, eu acho que foi por aí que eu comecei a me preocupar sobre o que as outras pessoas pensavam de mim e comecei a me ver pelos olhos deles.

Eu parei de olhar para o céu noturno, para as estrelas. Eu parei de sonhar. Ao invés disso, eu apenas tentei me encaixar aos moldes que as outras pessoas faziam. Logo, eu comecei a calar minha própria voz e passei a ouvir as vozes dos outros. Ninguém falava meu nome, e nem eu. Meu coração parou e meus olhos se fecharam. Então, dessa forma, eu, nós, todos perdemos nossos nomes. Nós ficamos como fantasmas.

Mas eu tinha uma sensação, e era música. Havia uma pequena voz dentro de mim que dizia, ‘acorde, cara, e ouça você mesmo’. Mas eu demorei para ouvir a música chamando meu nome verdadeiro. Mesmo depois de tomar a decisão de me juntar ao BTS, tiveram muitos obstáculos. Algumas pessoas podem não acreditar, mas muitas pessoas acreditavam que nós éramos sem solução.

Às vezes eu só queria desistir. Mas eu acho que eu fui muito sortudo em não desistir de tudo. E eu tenho certeza que eu, que nós, vamos continuar tropeçando e caindo assim. O BTS se transformou em artistas que se apresentam em grandes estádios e vendem milhões de álbuns agora, mas eu ainda sou um garoto comum de 24 anos.

Se há algo que eu conquistei, só foi possível porque eu tenho meus outros membros do BTS do meu lado, e por causa do amor e apoio de nossos fãs Army ao redor do mundo. E talvez eu tenha cometido um erro ontem, mas o eu de ontem ainda sou eu. Hoje, eu sou quem eu sou com todos os meus defeitos e erros. Amanhã, eu posso ser só um pouquinho mais sábio, e isso será eu também.

Esses defeitos e erros são o que eu sou, fazendo delas as estrelas mais brilhantes da constelação da minha vida. Eu aprendi a me amar pelo o que eu sou, pelo o que eu fui, e pelo o que eu espero me tornar.

Eu gostaria de dizer uma última coisa: Após lançar os nossos álbuns ‘Love Yourself’ e lançar a campanha ‘Love Myself’, nós começamos a ouvir histórias incríveis de nossos fãs ao redor do mundo. Como nossa mensagem ajudou a eles superarem suas dificuldades na vida e começarem a amar eles mesmos. Essas histórias nos lembram constantemente de nossa responsabilidade.

Então vamos todos tomar mais um passo. Nós aprendemos a nos amar, então agora eu estimulo vocês para falarem. Eu gostaria de perguntar para vocês, Qual o seu nome? O que te anima e o que faz teu coração bater? Conte-me sua história. Eu quero ouvir sua voz e eu quero ouvir sua convicção. Não importa quem você seja, de onde você é, sua cor de pele, sua identidade de gênero, apenas fale. Encontre seu nome e encontre sua voz em falar sua verdade. 

Eu sou Kim Nam-joon e também sou RM do BTS. Eu sou um Idol e eu sou um artista de uma pequena cidade da Coreia. Como muitas pessoas, eu cometi muitos e muitos erros em minha vida. Eu tenho muitos defeitos, e eu tenho muitos medos, mas eu vou me abraçar o mais forte que eu puder e eu vou começar a me amar gradualmente, apenas pouco a pouco. 

Qual o seu nome? Fale sua verdade. Obrigado.”

Escrito por Kavad Medeiros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cardi B fala sobre sua vida pós-briga com Nicki Minaj: “Recebi várias ofertas de trabalho na moda”

Pete Davidson afirma ter recebido ameaça de morte por namorar Ariana Grande