Foto: Google/Reprodução Think With Google
in

Google aponta 5 transformações que vão influenciar o marketing em 2021

Tendências possuem impacto direto nos negócios na música

Diante de um ano desafiador que exigiu readaptação rápida, o Google reuniu as principais transformações geradas nesse ano de 2020 e que vão influenciar o marketing em 2021.

“Quem trabalha com marcas teve que se adaptar, relembrar boas práticas, esquecer algumas fórmulas, reaprender outras e, acima de tudo, estar sempre disposto a reavaliar modos de pensar e operar. Tudo isso gerou aprendizados valiosos. Os 5 pontos abaixo foram fundamentais para nortear nossa atuação em 2020 — e permanecem atuais agora, em um novo ano que começa”, diz a empresa.

Para o mercado musical, em meio a um cenário de incertezas para o entretenimento ao vivo, as dicas do Google direcionam, sobretudo, a necessidade do planejamento e do trabalho em equipe para soluções rápidas.

1. Aprendizados para lidar com as incertezas agora e no futuro

Para o Google, um dos principais aprendizados foi o monitoramento de dados que se mostrou eficaz para compreender mais a fundo as transformações e, a partir disso, implementar novas práticas de atuação.

“Com ajuda dos números, é possível alimentar a curiosidade always on sobre o público e democratizar a cultura da experimentação em diversas áreas das agências e anunciantes (…) Quem soube exercitar o olhar da empatia e se comunicar entregando entretenimento e humor — conteúdo capaz de fazer as pessoas sorrirem em tempos adversos — também ganhou em consideração de marca”, diz a análise.

2. Processos que ajudaram a guiar as equipes de mídia

Com os orçamentos de mídia reduzidos, muitos investimentos precisaram ser reavaliados. A empresa destaca alguns dos principais pontos que estarão presentes em 2021:

  • Contexto em primeiro lugar: vimos a pandemia afetar pessoas ao redor do globo, mas cada cidade tem suas particularidades no enfrentamento da COVID-19. Mesmo vivendo situações globais, é preciso tomar decisões considerando o contexto local;
  • Reavalie suas campanhas sempre que necessário: à medida que a dinâmica do mercado muda, é preciso reavaliar as campanhas, os criativos e até as diretrizes. O que decidimos há duas semanas pode não ser apropriado hoje;
  • Considerações criativas: na reavaliação dos criativos, não deixe nada de fora. Olhe para cores, escolha de imagens, textos e palavras-chave, além de não esquecer do contexto de inserção de cada peça;
  • Mude as prioridades de acordo com o contexto: lembre-se de sempre avaliar os investimentos em mídia sob a perspectiva do que é mais relevante e útil para o seu público naquele momento;
  • Busque sempre ajudar: um processo que aprendemos no início da pandemia e que deve continuar guiando nosso trabalho é questionar sempre como é possível ajudar seu público, clientes e parceiros.

3. Como a pandemia mudou a noção de crescimento

Seja com views dos clipes ou plays em streams, a noção de crescimento também foi alterada, principalmente no mercado musical, já que nem sempre, uma música com muitas visualizações é um hit.

“As métricas que usávamos antes não necessariamente refletem os objetivos e prioridades de agora. Os planos estão sendo traçados em janelas de tempo mais curtas. É preciso ajustá-los regularmente e continuar deslocando recursos de acordo com a transformação das necessidades”, observa o Google.

4. Por que a resiliência se tornou tão necessária?

A resiliência tornou-se um diferencial necessário para todos os profissionais, na música não foi diferente. Em 2020, vimos rapidamente as lives serem a principal solução de geração de renda para profissionais do setor.

“Por isso, empresas e marcas comprometidas com seus propósitos e capazes de fazer ações diretas e alterações rápidas puderam navegar com mais coerência — e continuar fazendo a diferença na vida das pessoas”, diz a empresa.

5. O ensaio para o novo já começou

O Google aponta que as três macroforças a incerteza, a volatilidade e a mobilidade, juntas elas determinam as respostas comportamentais que vêm ganhando tração desde o início da crise e do isolamento social.

No ano da aceleração digital com heranças profundas na forma de se comunicar e fazer música, em 2021 as habilidades desenvolvidas serão cada vez mais colocadas em prática.

Para conferir a análise completa da plataforma, clique aqui.

Escrito por Láisa Naiane

Opinião: A música do amanhã que se tornou o agora

Parada Global do Spotify

Tarcísio do Acordeon e Xamã emplacam álbuns em chart global do Spotify