Foto: ThisisEngineering RAEng| Unsplash
in

Globo abre inscrições para programa de formação para desenvolvedores

Ao fim do programa, os candidatos terão a possibilidade de ser contratados pela Globo.

Pela primeira vez, a Globo vai oferecer um programa para formação de pessoas desenvolvedoras, com foco na área de tecnologia. Com uma turma exclusivamente incentivada pela companhia, o projeto Globotech Academy, tem como objetivo acelerar e desenvolver as competências e habilidades dos profissionais de desenvolvimento de software com nível júnior, buscando alavancar suas carreiras. Ao fim do programa, os candidatos terão a possibilidade de ser contratados pela Globo.

O programa será realizado em parceria com a escola de inovação CESAR School e o período de inscrições para primeira turma, chamada ‘Coders’, fica aberto até 14 de janeiro. As inscrições podem ser feitas através do site.

Ao todo, serão oferecidas 40 vagas de web full stack e os candidatos poderão ter acesso a conteúdos relacionados ao desenvolvimento de software para o aprimoramento de hard skills, demandadas pelo mercado, com aplicação em projetos práticos.

O curso é 100% aplicado de forma remota e com aulas ao vivo, o que permite que pessoas do Brasil inteiro possam participar. Para concorrer ao processo seletivo, o único pré-requisito solicitado é possuir algum conhecimento em qualquer linguagem de programação. Para fomentar o aumento da representatividade na tecnologia, 50% das vagas são destinadas às mulheres e pessoas negras.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por vempraglobo (@vempraglobo)

Sobre o Globotech Academy

O Globotech Academy terá início no próprio mês de janeiro e será dividido em três etapas: Na primeira trilha, o candidato vai fazer uma imersão em conteúdos essenciais para a base de uma formação em tecnologia, com carga horária de 20 horas. Para o segundo momento, serão trabalhados conteúdos para o desenvolvimento de hard skills demandadas pelo mercado, com aplicação em projeto prático.

Para essa trilha, serão 96 horas de conteúdos como linguagem Python, JavaScript, Framework Frontend, entre outros. Na terceira e última etapa, serão vivenciados alguns temas na prática por meio de desafios reais, onde o candidato será submetido a situações que realmente acontecem no dia a dia. Com 48 horas de carga horária, o candidato poderá ver trabalhos como Scrum e Versionamento & Git, além de outros softwares de programação.

A Globo vem investindo continuamente em capacitação de profissionais de Tecnologia ao longo dos últimos anos, principalmente em programas com foco em diversidade. Como exemplo, trabalharam com a PrograMaria, negócio de impacto social de formação e engajamento de mulheres na tecnologia, que a Globo apoia desde 2020.

Outras parcerias aconteceram com comunidades como Afropython, UX para Minas Pretas e em eventos como o Potências Negras Tec, todos com o objetivo empoderar pessoas negras na tecnologia. A Resilia, com foco em pessoas de baixa renda, a TOTI, que trabalha com formação de refugiados e imigrantes e o Educatransforma, programa de formação com foco em pessoas trans, também foram iniciativas apoiadas pela Globo. Além destes programas, a Globo também compartilha seu conhecimento por meio de lives, workshops e eventos em universidades conduzidos pelos executivos da área de tecnologia.

Escrito por Rafa Ventura

De Mundo Bita a Guns N’ Roses, Orquestra Petrobras Sinfônica faz turnê comemorativa

POPline Charts by STRM: Veja os destaques do Sertanejo, Forró & Piseiro do mês