Festival
Foto: Gareth Cattermole/Getty Images
in ,

Glastonbury Festival anuncia live com Coldplay e mais!

Saiba todos os detalhes!

O Glastonbury Festival é o segundo maior festival de música a céu aberto do mundo. Por enquanto, não dá para realizar o festival como de costume, com uma grande multidão. Mas pode ter uma live virtual e isso vai acontecer!

Foi anunciado para 22 de Maio a partir das 20:00, horário de Brasília. Quem vai cantar? O line-up é estrelado!

Vai ter Coldplay, Damon Albarn, Haim, IDLES, Jorja Smith, Kano, Michael Kiwanuka, Wolf Alice, além de DJ Honey Dijon. Só gente boa!

Veja o pôster oficial:

Live na pandemia
Foto: Divulgação

Vale ressaltar que o Glastonbury foi cancelado pelo segundo ano consecutivo, mas a música não pode parar! Os cenários serão pontos turísticos como Pyramid Field e Círculo de pedras (Europa). A produção de todos os shows será ininterrupta e o público ainda pode esperar convidados especiais.

O mais legal é que o evento irá apoiar parceiros de caridade: Oxfam, Greenpeace e WaterAid. Os lucros também serão revertidos para ajudar na volta do evento presencial em 2022.

Serão cinco horas de música e ingressos ainda estão disponíveis. Vale a pena!

Ingressos estão à venda agora por £20, €23, $27.50 & AUD$35.

Indústria da música reage ao cancelamento do Festival Glastonbury: ‘devastador’

A indústria da música reagiu fortemente a notícia de que o Festival de Glastonbury, maior festival da Inglaterra, passará por mais um ano de cancelamento forçado, por causa da pandemia da Covid-19, com muitos chamando a necessária decisão de um golpe “devastador”, de acordo com o Music Week.

Phil Bowdery, presidente da Concert Promoters Association, disse: “É devastador que Glastonbury, uma das joias da coroa da música ao vivo e do cenário de festivais do Reino Unido, tenha sido forçado a cancelar por mais um ano. Com alguma luz no fim do túnel e com a implantação da vacina em andamento, precisamos de tempo para nos preparar e precisamos desesperadamente de um esquema de seguro apoiado pelo governo para desbloquear nosso futuro. Agora, mais do que nunca, precisamos que isso seja implementado ou nossa indústria de festivais de sucesso global poderá ser danificada nos próximos anos”.

Paul Reed, presidente-executivo da Association of Independent Festivals, disse que o cancelamento de Glastonbury não significa necessariamente o fim da temporada de festivais em 2021, mas soou como uma nota de cautela.

“Considerando seu significado cultural global como o maior festival greenfield do mundo, é claro que Glastonbury pode definir o tom, especialmente em termos de confiança do público nos festivais que estão acontecendo este ano”, disse Reed.

Embora eu deva enfatizar que há 975 festivais no Reino Unido e, embora grandes festivais possam tomar decisões este mês sobre se avançam em 2021, como vimos hoje, para muitos festivais menores, o ponto de corte será mais como março ou início de abril. Já estamos começando a ver os festivais em maio e junho mudarem para o final do ano”, afirma.

Ele acrescentou: “O cancelamento de Glastonbury mostra que não estávamos blefando quando dissemos ao Comitê Selecionado do DCMS, que precisamos de intervenção governamental urgente se quisermos manter o potencial para uma temporada de festivais no Reino Unido este ano. O tempo está passando. Leva um mínimo de seis a oito meses para organizar um festival e custa algo entre £ 500.000 para planejar um festival com capacidade para 5.000 e £ 12 milhões para um festival com capacidade para 70.000, razão pela qual temos pedido intervenção do governo – seguro garantido e por algum senso de prazo para a reabertura”.

Escrito por Caian Nunes

Eliminada no BBB 21

Sarah diz no Mais Você: “Eu errei tentando acertar”

Sarah pede desculpas pelas declarações polêmicas sobre pandemia