Foto: Reprodução de internet
in ,

Gil, Elza e Martinho excluídos da Lista de Personalidades Negras da Fundação Palmares

Outros artistas como Milton Nascimento e Sandra de Sá também constam na relação

Conforme anunciado em novembro, a Fundação Cultural Palmares retirou 27 nomes da Lista de Personalidades Negras. Entre eles, Gilberto Gil, Elza Soares, Martinho da Vila, Milton Nascimento, Sandra de Sá e Zezé Motta. A decisão foi criticada por parlamentares e já há ações na Justiça contra a medida.

Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, decidiu excluir nomes como Gilberto Gil, Martinho da Vila e Elza Soares da Lista de Personalidades Negras (Foto: Reprodução de internet)

No início de novembro, o presidente da fundação, Sérgio Camargo, anunciou em seu Twitter sobre os novos critérios para que alguém constasse nesta lista. “Assinei hoje (11/11) portaria que moraliza a lista de personalidades negras da Fundação Palmares. O critério de seleção passa a ser a relevante contribuição histórica. Haverá exclusão de vários nomes. Novas personalidades serão incluídas em razão do mérito e da nobreza de caráter”, publicou.

A novidade não repercutiu bem entre os envolvidos, na classe artística e com o público. Por conta disto, Camargo voltou ao Twitter para contornar a situação e explicar os motivos de tal mudança. “A nova lista de personalidades negras será uma homenagem PÓSTUMA. Portanto, a exclusão de Gilberto Gil, Elza Soares, Martinho da Vila e outros será automática. Haverá inclusão de novos nomes após aprovação pela diretoria colegiada da Fundação Palmares, como determina portaria”.

Mesmo com a nova medida, publicada em uma portaria no Diário Oficial da União (DOU), as críticas seguiram: “Uai, pq póstuma? O cara homenageado iria gostar de saber que seria em vida, não? Eu iria pelo menos”, escreveu um seguidor. “Vamos esperar morrer primeiro para depois homenagear, ainda que em vida já tivesse merecido. Ridículo”, reclamou outro. “É só morrer que pode voltar”, disse mais um internauta em tom de deboche.

Camargo falou que ainda divulgará informações sobre reconhecimento em vida, premiações e homenagens. “É certo que alguns voltarão um dia, mas acredito que a maioria não”, publicou em seu perfil no Twitter. Militante de direita, o presidente da fundação nega a existência de racismo, rechaça o Dia da Consciência Negra e contesta a necessidade de reparação histórica aos negros e negras do Brasil em decorrência da escravidão.

Foto: Reprodução/Fundação Palmares

“Na data de hoje, 02 de dezembro de 2020, a Fundação Cultural Palmares retirou oficialmente da Lista de Personalidades Negras, 27 nomes e seus respectivos textos biográficos. A medida cumpre determinação de portaria que entrou em vigor neste mês, instituindo o critério de HOMENAGENS PÓSTUMAS. Para que pessoas sejam reconhecidas em vida, novas homenagens, premiações e diplomas devem ser divulgados pela Fundação, em breve”, diz o texto da publicação feita no site da fundação.

Passam a integrar a lista Wilson Simonal, João Carlos de Oliveira, Antônio Carlos Bernardes (Mussum) e Luiz Melodia.

Escrito por Daiv Santos

“Wonder”: Shawn Mendes recebe críticas negativas a álbum novo

Homem do Ano: Pabllo Vittar recebe prêmio de Ícone

Homem do Ano: Pabllo Vittar recebe prêmio de Ícone da GQ