in ,

Futuro Pop: Conheça Taio Cruz, o britânico filho de brasileira que bomba nas paradas

Futuro Pop no ar mais uma vez trazendo um nome que despontou com força total em 2010. Taio Cruz é o sucesso do momento que promete ecoar no futuro. O cantor britânico mostrou interesse pela música desde muito cedo, filho de uma brasileira, o rapaz, hoje, no auge de seus 27 anos de idade coleciona composições de sucesso e tem dois álbuns no currículo. O primeiro deles intitulado “Departure” foi lançado no início de 2008, no melhor estilo R&B, fez um sucesso razoável na Inglaterra, porém o melhor ainda estaria por vir. No final de 2009, mas precisamente no dia 01 de Dezembro, Taio lançou pela Island Records seu segundo álbum, “Rokstarr”. Um pouco diferente do primeiro CD, o cantor dessa vez apostou em músicas com uma pegada mais Eletropop e não deu outra: foi sucesso na certa!

http://iamluca.files.wordpress.com/2009/08/cap-taio-cruz.jpg

O primeiro single do álbum,”Break Your Heart” logo caiu nas graças do público inglês estreando em #1 na parada britânica e se mantendo no topo por 3 semanas. Meses mais tarde, um remix foi gravado para o lançamento do hit nos EUA com a participação do rapper Ludacris. Mais uma vez, a música estourou de imediato e chegou também ao topo do Billboard Hot 100, a parada musical mais importante do mundo.

Na cola do sucesso de “Break Your Heart”, o segundo single do disco conta com a participação da contora Ke$ha, trata-se da bombástica “Dirty Picture” uma mistura explosiva de batidas e sintetizadores que não deixam ninguém ficar parado na pista.

A versão americana do álbum “Rokstarr” deve chegar às lojas no final de maio, mesmo período em que também será lançado aqui no Brasil. Como é de praxe o Futuro Pop se despede deixando o vídeo de “Break Your Heart” pra animar seu dia. Até a próxima!

Taio Cruz – Break Your Heart

Escrito por Redação POPLine

10 Comments

Demi Lovato tem Rihanna como principal inspiração para seu terceiro álbum

Parceria entre La Roux e Rihanna poderia ter acontecido se a cantora de "Rude Boy" não tivesse sofrido agressão