Foto: Instagram/ @fernandolife
in ,

Fernando Fernandes sobre cadeira de rodas: ‘Nunca me fez menos homem’

O apresentador de ‘No Limite’ é capa da revista Mensch de maio e falou sobre seus desafios

O apresentador de “No Limite“, Fernando Fernandes, deixou claro que sua autoestima não ficou abalada após o acidente, há 12 anos, que o deixou sem o movimento das pernas. O atleta é capa da revista “Mensch” de maio e contou que a cadeira de rodas nunca foi um limitador para seus objetivos.

Foto: Instagram/ @fernandolife

LEIA MAIS:

Antes de tudo, o galã ficou conhecido pela sua participação na segunda edição do BBB, há 20 anos. Apesar de ter sofrido o acidente oito anos depois e ficado paraplégico, o apresentador contou que nunca se limitou ao fato de não ter as duas pernas funcionando como antes.

“Nunca deixei a minha vaidade ser maior do que a minha felicidade. Por mais que antes eu tivesse as duas pernas funcionando e um corpo dito como perfeito, é da mesma forma, a minha felicidade sempre estava à frente da minha vaidade”, disse o apresentador.

Além disso, Fernando também reforçou que ficar sentado na cadeira de rodas nunca o fez “menos homem”, mas sim sempre o engrandeceu.

“Eu sempre gostei de me cuidar, sempre gostei de esporte, gostei de quem eu sou, e quando eu sentei na cadeira, nada disso mudou… Então, eu me olho do mesmo jeito, a cadeira nunca foi algo limitador, nunca me fez menos homem, menos ser humano, menos pessoa, menos Fernando. Pelo contrário, ela sempre me engrandeceu”, ressaltou.

LEIA MAIS:

Limitações

Por outro lado, ele aponta que sua única limitação é encarar que não pode mais voltar a andar. “Essa é a grande questão que não está ao meu alcance, mas o que está ao meu alcance, eu tento enfrentar e entender, o tempo inteiro“, afirmou.

Ao mesmo tempo, Fernando também apontou que quando escuta a palavra “não”, automaticamente o desafio se torna um motivador para provar que é capaz. “A gente já vive numa sociedade onde a educação é através do não, a gente não mostra caminhos, a gente só fala que não dá, não pode, não consegue“, destacou.

Então, isso já vem culturalmente, mas com certeza, quando eu me tornei uma pessoa com deficiência, esse não multiplicou. Então, isso foi uma das coisas mais provocativas que me fizeram me tornar quem eu sou hoje em dia. Esse tanto de não que eu recebi, isso era o que me motivava, o que me fazia querer mais, o querer provar para as pessoas que elas estavam erradas“, acrescentou.

Dessa forma, ele ainda ressalta: “Esse não vive na frente da pessoa com deficiência, e agora, a gente tá mostrando para o mundo que todos nós podemos, todos nós temos capacidade, temos condição de ser o que a gente deseja. Dessa forma, não só eu, mas todo mundo está aprendendo a fazer deste não, uma grande motivação.

Planos

Como resultado dessa motivação, Fernando também tem uma inspiração: a namorada, Laís Oliveira. Acima de tudo, ele também conta que a melhor hora do dia é quando chega em casa e recebe uma massagem dela. “Quando chego em casa, hora de descansar e pernas pro ar, o que eu mais curto é uma massagem da Laís. Isso aí não tem preço! (risos)“, disse.

Ele tem planos com ela: “Casar, ter filhos, rodar o mundo inteiro, conhecer o mundo inteiro, ir a muitos lugares que eu não fui, tentar estar rodeado de pessoas boas, tentar fazer com que a gente tenha um mundo mais justo. Ver as pessoas mais felizes, ver as pessoas julgando menos e vivendo mais, querendo mais o bem do próximo. Tudo isso que eu desejo, desejo vida para todo mundo“, afirmou.

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Natasha Werneck

Metade dos jovens britânicos desconhecem bandas antigas, aponta estudo

Camarote Salvador lança hotel privativo para o Carnaval 2023

Camarote Salvador lança hotel privativo para o Carnaval 2023