Foto: reprodução/ @fatimabernardes
in ,

Artistas da música enviam mensagens a Fátima Bernardes após diagnóstico de câncer

Fátima Bernardes revelou, nesta quarta-feira (02/12), que foi diagnosticada com um câncer no útero. Em uma publicação em seu Instagram, a apresentadora do “Encontro com Fátima Bernardes” logo tranquilizou os seus seguidores, noticiando que a doença se encontra em um estágio inicial, mas que vai se afastar de sua função para tratá-la.

“Estou bem. Depois de uma série de exames de rotina, hoje recebi o diagnóstico de um câncer de útero em estágio inicial. Vou me afastar por uns dias do trabalho pra fazer a cirurgia”, escreveu a apresentadora.

A jornalista também agradeceu o carinho de seu público e disse que, em breve, estará de volta:

Como sempre usei minhas redes com total franqueza e verdade, preferi eu mesma passar essa informação para todos que me acompanham. Enquanto isso, aproveito o aconchego dos meus pais, filhos, do meu amor e dos amigos próximos. E já agradeço pelo carinho, pelas boas energias de todos aqui. Logo, logo estarei de volta para nossos encontros.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Fátima Bernardes (@fatimabernardes)

Em sua publicação, diversos artistas da música deixaram mensagens carinhosas para a comunicadora. Jão, Di Ferrero, Duda Beat e muitos outros. Confira:

Jão emociona com versão de “Codinome Beija-Flor” e “O Tempo Não Para” em homenagem a Cazuza

Foi ao som do piano que Jão começou sua apresentação em homenagem aos 30 anos da morte de Cazuza. A apresentação começou com a emocionante “Codinome Beija-Flor”, e, em seguida, o cantor engatou com o hit “O Tempo Não Para”. Num cenário all black, o artista estava sozinho no palco, com o refletor sobre ele e o instrumento. Ao fim da apresentação, Jão entoou o grito “Viva Cazuza”.

Quem acompanha o POPline já sabe essa homenagem será lançada em seguida nas plataformas digitais. O cantor gravou um medley dos grandes sucessos “Codinome Beija-Flor” e “O Tempo Não Para”, que vai entrar nas plataformas à meia-noite. Os royalties arrecadados com o medley serão doados para o Instituto Viva Cazuza, fundado e administrado pela mãe do cantor, Lucinha Araújo, no Rio de Janeiro. O instituto cuida de crianças portadoras de HIV+.

“O Cazuza brilha para mim. Acho que é pelo fato de ele ser um cara tão popular e nunca ter subestimado a arte dele e nem o seu público… Ele nunca quis fazer um trabalho menor pelo medo de o público não entender”, diz Jão.

Escrito por Douglas Françoza

Estratégia: Gabily é coroada como a cantora nacional que mais lançou clipes em 2020

Now United está gravando clipe de "Pas Le Choix"?

Now United inicia busca pelo seu 18º integrante, que será um garoto