banner com link para rádio globo
(Foto: Ahn Joo Young/GQ)
in ,

Fãs não poderão cantar e gritar em show do BTS na Coreia do Sul

Medidas um tanto quanto radicais foram divulgadas para prevenir a proliferação da Covid-19 no país.

O mundo pode estar, ainda que devagar, retomando as atividades de aglomeração de pessoas, em eventos e shows, mas ainda estamos em uma pandemia e por isso, na Coreia do Sul, os fãs do BTS não poderão cantar e gritar durante os shows da “Permission to Dance On Stage – Seoul”.

> Suga, do BTS, faz doação generosa para ONG em seu aniversário

BTS: Foto: Divulgação

Leia mais:

Os shows na capital da Coreia do Sul começaram hoje, dia 10 de março, e também acontecerão no sábado (12) e domingo (13). E para evitar uma maior proliferação do vírus da Covid-19, a gravadora do BTS, a Big Hit Entertainment, publicou uma lista de orientações para quem vai assistir aos shows no Estádio Olímpico de Seul.

Entre as orientações, destacam-se as proibições de cantar e gritar durante o show. Comer e beber também está proibido, apenas água é permitida. Máscaras seguem obrigatórias e bater palmas e dançar enquanto sentado estão liberados.

BTS orientações shows
Foto: Weverse

Os shows do BTS em Seul terão capacidade máxima de 15 mil pessoas, com 5% desses assentos reservados para a “equipe de prevenção de doenças”.

BTS se mantém como o grupo mais ouvido da história do Spotify

O alcance do BTS nas plataformas de stream é impressionante! E a maior prova disso é que, no dia 23 de fevereiro, o ato K-Pop se tornou o grupo mais ouvido da história do Spotify. Com as atualizações desta semana, o conjunto formado por Suga, J-Hope, RM, Jungkook, V, Jin e Jimin ultrapassou 24 bilhões de streams na plataforma através de todos os seus créditos.

Com isso, o  BTS amplia ainda mais o seu recorde de grupo com o maior número de streams na plataforma. Além de se serem os primeiros a a tingirem a marca, eles, em consequência disso, se tornam também o primeiro grupo asiático e ato a fazê-lo.

Escrito por Kavad Medeiros

“30”: Álbum de Adele entra oficialmente para o Livro dos Recordes

“Será que fui interesseiro?”, reflete Eli sobre relação com Natália