in

Entrevista: Fabiane Pereira fala sobre a estreia do quadro “O que tem na minha sacola?” com Alexandre Nero

A estreia acontece nesta quinta-feira (16) no Canal Papo de Música

Fabiane Pereira e Alexandre Nero. Foto: Sérgio Reis

O Canal do YouTube Papo de Música estreia nesta quinta-feira (16) o quadro “O que tem na minha sacola?”. Em uma conversa descontraída a jornalista Fabiane Pereira recebe o ator e músico Alexandre Nero para contar histórias a partir de memórias musicais, acesse aqui.

Leia Mais:

Fabiane Pereira e Alexandre Nero. Foto: Sérgio Reis

Com lançamentos quinzenais, a primeira temporada do novo quadro contará com seis episódios e a apresentadora receberá personalidades para um bate-papo gravado dentro de uma loja de discos.  A ideia é que cada convidado escolha álbuns e livros para levar em sua sacola e, a partir disso, compartilhe lembranças referentes às  escolhas. 

O primeiro entrevistado do quadro “O que tem na minha sacola?” é Alexandre Nero. Em entrevista para o POPline.Biz é Mundo da Música, Fabiane Pereira antecipa que a entrevista tira o estigma de galã do ator e  mostra o ser humano, uma versão muito diferente das aparições públicas.

“Ele fez um personagem que entrou pro rol dos personagens ícones da nossa teledramaturgia que foi o Comendador. Mas muita gente não sabe que antes dele se tornar um ator conhecido da TV Globo, ele cantou em barzinho, fez musical no teatro em Curitiba, que, inclusive, tinha outras funções dentro dessa arte. A forma como o Nero se entregou para essa entrevista é muito o que desejo para esse projeto que é “O que tem na minha sacola?” é muito mais importante do que os discos, livros ou CDs escolhidos por aqueles artistas, são as memórias que vêm daquelas escolhas.”

A apresentadora revela que este primeiro episódio está emocionante. Fabiane ainda adianta que no final da conversa tanto ela quanto o entrevistado quase saíram chorando.

“O Nero é realmente um proletário da arte. A música veio muito antes das artes cênicas. Aliás, ele começou a fazer artes cênicas por conta da música. Então, essa conversa fala muito sobre sucesso, e não o midiatizado, que a métrica comercial nos impõe. Mas esse sucesso que são as escolhas que a gente faz da nossa vida. Especialmente, por isso, que eu quis muito que fosse o programa de estreia, porque é um programa que fala muito do formato e sobre a condução da entrevista.”

Nos próximos episódios, o público pode esperar a participação de personalidades como Thalita Rebouças e Lúcio Mauro Filho. Fabiane conta que cada entrevistado guiou o programa como quis, seguindo as suas memórias afetivas e isso fez com que o conteúdo dessa temporada ficasse rico. 

O Projeto “O que tem na minha sacola?”

“O que tem na minha sacola?” foi concedido a quatro mãos. O projeto é em parceria com João Severo, marido da apresentadora. A ideia começou quando ele apresentou um canal de música chamado “Amoeba”, que é de uma loja de discos em São Francisco,  que costuma entrevistar pessoas sobre discos e ficha técnica.

“Eu achei o canal muito genial. Primeiro porque a gente tá voltando a ter um consumo maior de vinil e segundo porque quem gosta de música, mesmo essa galera nova que já nasceu no digital, ama também o vinil. No  Rio de Janeiro, a gente tem pouquíssimas lojas de vinil, mas na Gávea (bairro da Zona Sul do Rio)  tem uma loja bonitinha. O projeto só aconteceu porque o dono da TRACKS topou. Eu contei a minha ideia para o dono e perguntei se ele topava que a gente gravasse na loja. Ele adorou. E a gente passou a fazer essas gravações às segundas-feiras e às terças-feiras, porque são dias que a loja tem menos movimento.”

Fabiane Pereira e Alexandre Nero. Foto: Sérgio Reis

O canal Papo de Música

A jornalista que construiu a carreira no rádio, como apresentadora do FARO que é voltada para nova cena musical e é transmitido pela Nova Brasil FM —, viu no YouTube a oportunidade de criar novos conteúdos em um formato mais livre com entrevistas mais longas que podem explorar caminhos diferentes.

O Papo de Música foi criado em 2018, inicialmente com entrevistas como primeiro conteúdo, que falam sobre música sem, necessariamente, falar somente sobre ela. 

“Costumo dizer que o Papo de Música não é um canal de música, ele é um canal de entretenimento. O que eu tento com as minhas entrevistas é fazer com que quem está assistindo conheça o ser humano que está ali e não necessariamente o músico”, afirma Fabiane.

Fabiane Pereira. Foto: Sérgio Reis

Promoção da Música Brasileira

O canal Papo de Música é um produto independente, Fabiane explica que em determinados quadros e séries contam com apoiadores. No entanto, de forma geral, é um investimento pessoal.

“A maior parte dos projetos que eu crio é um investimento pessoal. Penso de que maneira  esse conteúdo pode contribuir para promoção da música brasileira, como pode contribuir para que de alguma forma as pessoas que estão assistindo uma compreensão maior dessa construção de pensamento da música, entender o ser humano atrás daquele artista. Absolutamente nada desse processo de criação por parcerias com marcas.”

No canal Papo de Música também podem ser conferidas as webséries Sambistas Imortais” e “Discos Cinquentões”.

Escrito por Duda Monnerat

ONErpm contrata Rogério Gonçalves como A&R para o Norte e Nordeste e Evandro Hirose como diretor de marketing artístico

ONErpm anuncia contratações nos setores de A&R e Marketing Artístico

Beyoncé começa nova era na capa da Vogue britânica