EXO: "Eu não encorajaria meu filho a entrar na indústria", diz Lay
(Foto: Reprodução / Instagram @layzhang)
in ,

EXO: “Eu não encorajaria meu filho a entrar na indústria”, diz Lay

Lay Zhang prefere que futuros filhos se mantenham longe da indústria do K-Pop.

Lay, integrante do grupo de K-Pop EXO, levantou uma polemica durante sua entrevista para o “Pear Vid”. Questionado se encorajaria jovens a correrem atrás da realização de seus sonhos de virarem idols do K-Pop, ele disse que sim. Desde que não seja um filho dele.

“Eu encorajaria qualquer jovem com esse sonho, mas se fosse meu filho? Eu não encojaria. Eu espero que meu filho se torne um bom médico, um advogado ou goste de artes. Ele pode gostar de arte, ele pode cultivar seu gosto, mas eu não posso apoiá-lo para se tornar um idol”, declarou.

O programa contou para Lay que um ator se disse totalmente contrário à ideia de sua filha seguir a mesma carreira que ele. Lay concordou totalmente. “Filha? Se eu tivesse uma filha, seria ainda mais contra”, soltou o artista.

Lay começou a trabalhar na infância

Lay Zhang debutou como parte do EXO com 20 anos de idade. Mas ele começou a trabalhar na indústria do entretenimento aos nove anos, quando participou de um programa de TV na China e logo se tornou um astro mirim.

Com 16 anos, Lay fez os testes para a SM Entertainment em Changsha, foi aprovado e teve que se mudar da China para a Coreia do Sul em 2008. Tornou-se um “trainee”. Ele ficou treinando até 2012, quando o EXO finalmente estreou no mercado.

EXO: "Eu não encorajaria meu filho a entrar na indústria", diz Lay
(Foto: Reprodução / Instagram @layzhang)

K-Pop influencia crescimento do idioma coreano no Brasil

Mais pessoas estão interessadas em aprender coreano no Brasil. É o que aponta o relatório Duolingo Language Report, desenvolvido pelo aplicativo educacional mais baixado do mundo, Duolingo. O coreano cresceu no país por conta do boom do K-Pop.

O interesse por grupos como BTS e BLACKPINK faz com que os fãs queiram aprender o idioma. Além das músicas, é comum os fãs de K-Pop se interessarem também por K-dramas (séries dramáticas coreanas) e de filmes coreanos. Vale lembrar que “Parasita” ganhou o Oscar de filme do ano.

Segundo o Duolingo, o coreano foi a segunda língua que mais cresceu mundialmente nos últimos anos. No Brasil, também ficou em 2º lugar no Top 5, que traz hindi, turco, japonês e russo.

Escrito por Leonardo Torres

“Nobody Is Listening”: Zayn estreia álbum novo em 44º lugar na Billboard

K-Pop: D.O, do EXO, manda mensagem aos fãs após dispensa militar