Caetano Veloso. Foto: Divulgação
in ,

Exclusivo: Caetano Veloso fala sobre seu novo single, “Anjos Tronchos”

Em entrevista ao POPline na FM O DIA, o cantor deu detalhes da produção e explicou post sobre Billie Eilish

Um dos lançamentos mais esperados da música brasileira aconteceu! É que nesta quinta-feira (16), o mestre Caetano Veloso jogou para o mundo o seu novo single: “Anjos Tronchos”, faixa abre-alas de seu novo projeto, após um hiato de quase nove anos do seu último projeto solo, o acalmado “Abraçaço”. A música já está disponível nas plataformas e o clipe chega às 20h, de sexta (17). Em entrevista exclusiva ao POPline na FM O Dia, o cantor baiano contou tudo sobre o que vem por ai.

Confira o programa transformado em podcast e a entrevista completa de Caetano Veloso:

Caetano Veloso e Billie Eilish? Fãs acreditam em parceria
Foto: Divulgação

Sempre atento às modernidades, o artista traz o que há de mais em voga novo single: a tecnologia. Por entre os versos, Caê reflete como os algorítimos das redes sociais nos enxergam e acabam, de certa forma, influenciando tudo a nosso redor. Questões trazidas de forma bem humorada e crítica, ao mesmo tempo, marca na discografia de um dos maiores nomes da MPB.

“Eu cheguei à palavra algorítimo porque fala-se muito nosso, quando se refere a realidade digital, ao mundo da computação. Mas eu não entendo nem muito de matemática nem o conceito, nem muito da cultura que se desenvolveu a partir do computador e da internet e, evidentemente, tenho contato com isso. Quando comecei a canção pensei que nem fosse completar, porque não sabia o suficiente sobre o assunto, mas os versos foram aparecendo para que pudesse se tornar uma canção”, explicou.

Leia Mais:

A nova faixa, inclusive, dá início aos trabalhos do novo álbum de Caetano, que chega pela Sony Music. Depois do aclamado “Abraçaço”, o cantor, de 79 anos, da um pequeno spoiler do que podemos esperar do novo disco, que sucede a trilogia ao lado da Banda Cê, formada por por Pedro Sá (guitarra), Ricardo Dias Gomes (baixo) e Marcelo Callado (bateria), e resultou não só no “Abraçaço” (2012), como nos discos o “Cê” (2006) e “Zii e Zie” (2009).

“É uma coisa muito grande, porque eu gosto muito dos três disco que fiz com a Banda Cê, e o ‘Abraçaço’ fechou com chave de ouro a trilogia, E fazem nove anos que não faço um disco de inéditas. Então, fica uma certa responsabilidade“, avalia. “Fiquei com as canções que eu tinha feito no final do verão de 2020, lá na Bahia, e comecei a pensar em gravar. E quase um ano sem gravar… ‘Anjos Tronchos’ vem na frente, mas é muito diferente de todas as outras que estão no disco. Elas não se parecem, mas formam uma unidade”, adiante.

O lançamento de “Anjos Tronchos”, inclusive, foi encabeçado por uma publicação bem misteriosa, resultado do trabalho de inteligência artificial, onde o termo “Miss Eilish” chamou atenção do público, que até cogitou parceria sua com a cantora Billie Eilish. Caetano explica o que aconteceu, de fato, e qual a sua relação com a cantora norte-americana. Mas fiquem calmos! Uma parceria, por mais que a gente tenha torcido, ainda não está nos planos do compositor.

“Eu gosto muito de Billie Eilish, mas jamais pensei em fazer uma parceria com ela. Não imagino que pudesse haver interesse do outro lado. Ela apareceu no final da canção como exemplo de uma coisa boa que vem dessa evolução tecnológica que nos deu computadores pessoais e a internet. Como a canção fala de muitas coisas horrendas que a gente deve a isso, é bonito falar de coisas boas. Primeiro falei do sonho de um poeta de fazer poesia visual mais complexa, eu me referia a Augusto de Campos, principalmente, e com esse desenvolvimento foi possível, e, no final, me veio Billie Eilish. Terminou como uma frase enigmática, mas muito simples”, conta.

Caetano Veloso e Billie Eilish - Fãs acreditam em parceria
Foto: Divulgação / Getty Images

Observando de perto o trabalho da jovem artista de apenas 19 anos, Caetano Veloso vê com bons olhos o avanço tecnológico em torno da música, que traz uma gama de possibilidade, e enaltece o trabalho de Billie, que produz seus discos ao lado do irmão, de dentro de sua própria casa.

“Fiquei sabendo que ela já havia usado esse nome das redes sociais ‘Miss Eilish’, e termina de uma forma muito simples, num informalismo informal (risos), Ela fez aquelas coisas, se tornou importantíssima e famosa com essa coisa neo-cool fazendo tudo do quarto dela com o irmão”.

POPline na FM O Dia

Além da entrevista com Caetano Veloso, o programa POPline na FM O Dia desta quinta-feira (16) contou com um bate-papo descontraído sobre o mundo da música e os melhores lançamentos musicais da semana no Primeiro Play! Foram eles: “Boca Favorita” de Guga Nandes“Revoada no Colchão” de Zé Felipe e Marcynho Sensação“Erro Corporal (Ao Vivo no Casa Filtr)” de Diego & Victor Hugo com Israel & Rodolffo; “Born to kill” com AlokBhaskar Tom Enzy; e claro, “Anjos Tronchos” de Caetano Veloso.

O programa de rádio acontece todas as quintas-feiras e pode ser ouvido no dial 100.5 FM, no Rio de Janeiro, e online (web ou aplicativo para Android e iOS) a partir das 20h (horário de Brasília).

Escrito por Leonardo Rocha

“Viva La Vida”: Xand Avião anuncia novo álbum de inéditas

Boate The Week fecha as portas em São Paulo após 17 anos