in

Especial Grammy: os álbuns com chances a indicações em “Melhor Álbum Vocal de Pop”

Na sequência do nosso especial sobre o Grammy Awards, a gente fala da categoria “Best Pop Vocal Album”. Muitos álbuns programados para sair em 2017 não viram a luz do sol a tempo de concorrerem à 60ª edição da premiação que será realizada em fevereiro do próximo ano. No entanto, tivemos grandes projetos sendo lançados entre outubro do ano passado e o último sábado, 30 de setembro, data final para concorrer à edição de 2018.

Uma rápida pesquisa na internet, Bruno Mars, Demi Lovato, Ed Sheeran, Lady Gaga e Lorde são os nomes mais citados entre os possíveis cinco indicados.

A categoria de “Melhor Álbum Vocal de Pop” foi criada em 1968 com o título de “Best Contemporary Album” e ficou de fora do Grammy até 1994 quando retornou à grade de categorias já com atual título. The Beatles (1968), Boniie Raitt (1994), Joni Mitchell (1995), Celine Dion (1996), James Taylor (1997), Madonna (1998), Sting (1999), Steely Dan (2000), Sade (2001), Norah Jones (2002), Justin Timberlake (2003), Ray Charles (2004), John Mayer (2006), Amy Winehouse (2007), Duffy (2008), The Black Eyed Peas (2009), Lady Gaga (2010), Bruno Mars (2013), Sam Smith (2014) e Taylor Swift (2015) já receberam a honraria. Adele (2016 e 2011) e Kelly Clarkson (2005 e 2012) foram as únicas artistas a receber o prêmio duas vezes.

Para concorrer, o disco precisa ter no mínimo 51% de vocais novos pop gravados. A gente resolveu reunir (em ordem alfabética por artista) não só os favoritos já citados, como outros álbuns lançados dentro do período elegível para você fazer o seu Top 5 e comparar com os nomeados que devem ser anunciados no mês que vem.

“24K Magic” – Bruno Mars
Bruno está entre os favoritos e é veterano desta categoria, já colocando “Doo-Wops & Hooligans” e “Unorthodox Jukebox” como álbuns canditados em anos anteriores – ganhando uma vez com em 2013 com o disco antecessor do “24K Magic”. O mais recente CD foi lançado em novembro do ano passado gerando o “That’s What I Like”, também apontada como forte candidata à “Música do Ano”.

“Tell Me You Love Me” – Demi Lovato
Demi surpreendeu a todos na semana passada com um álbum forte e coeso, colocando seu nome definitivamente de fato na briga por uma indicação na categoria. Além disso, a jovem já vem sendo citada há um tempo pela Academia. Ano passado ela chegou a concorrer em “Melhor Álbum Vocal de Pop” com o “Confident”, perdendo para Adele. Foi sua primeira nomeação e ganhar um Grammy é um antigo sonho declarado da artista. “Esse é o álbum mais forte que ela já criou… parece que ela finalmente achou a sua voz: fresca, feroz e sem remorsos”, disse os especialistas do Grammy sobre o novo projeto lançado aos 45 minutos do segundo tempo para concorrer ano que vem.

“Dua Lipa” – Dua Lipa
Dua Lipa não está entre os principais concorrentes, mas ninguém pode ignorar completamente o álbum de estreia da cantora. O seu primeiro disco foi lançado em junho, já tem seis singles oficialmente lançados, outras músicas vão ser trabalhadas em breve pela gravadora e a última delas é seu maior sucesso até agora: “New Rules”. Pode ser que o disco não seja efetivamente reconhecido pelo Grammy 2018, mas certamente Dua está trilhando seu caminho para próximas edições.

“÷” – Ed Sheeran
Ed Sheeran tem 11 nomeações ao Grammy, mas foi apenas em 2015 que o britânico finalmente conseguiu seus gramofones. “x”, o álbum anterior ao “÷”, foi indicado nesta categoria, mas perdeu em 2014 para o conterrâneo Sam Smith. Segundo as expectativas, o álbum deve ser impulsionado no Grammy 2018 pelas possíveis indicações de “Shape Of You” nas principais categorias da premiação como “Gravação do Ano” e “Música do Ano”.

“Double Dutchess” – Fergie
A duquesa não está entre os favoritos, mas depois de 11 anos de hiato e muitas dificuldades (públicas) para lançar seu segundo álbum solo, não dá para negar o trabalho da loira. Ainda mais pelo “Double Dutchess” ser um álbum visual! Se o projeto não entrar aqui, vale ficar de olho nas categorias vídeos.

“Fifth Harmony” – Fifth Harmony / “Glory Days” – Little Mix
Girlbands como Destiny’s Child e Pussycat Dolls já foram indicadas ao Grammy – não com a frequência que os fãs gostariam. Os álbuns do Fifth Harmony e Little Mix tiveram boa repercussão entre os amantes de música pop, mas a gente se arrisca a afirmar que o estilo não faz muito a cabeça dos votantes do Grammy Awards. Será que uma indicação avulsa nas categorias de singles faria jus ao burburinho entre as fã-bases?

“Harry Styles” – Harry Styles
Harry Styles é a grande icognita da edição do ano que vem. Ele é o nome mais citado após os cinco mais fortes concorrentes e lançou um álbum que agradaria aos votantes. Antes do lançamento do disco homônimo, muitos levantaram a possibilidade do Grammy não abrir as portas para integrante de uma boyband, mas o projeto é tão sólido que Harry, não entrando em Pop Album, pode estar em categorias de singles. O site Hits Daily Double já cita “Sign of the Times” como uma possibilidade em “Música do Ano”e “Gravação do Ano”.

“The Search For Everything” – John Mayer
Mayer já tem 19 indicações e 7 prêmios, então não dá para ignorar completamente quando ele lança um novo disco – mesmo que não seja sucesso de vendas. Quase sempre que há um projeto seu no mercado, o cantor descola pelo menos uma nomeação nas categorias pop da premiação e isso inclui o “Battle Studies”, nesta categoria em 2010, e o vencedor “Continuum”.

“Witness” – Katy Perry
Katy sofreu um pouco com o lançamento do álbum “Witness”. A sequência de singles não foi tão comercialmente bem sucedida como em álbuns anteriores, mas isso não quer dizer nada para os votantes do Grammy. O álbum está entre os favoritos de alguns sites e pode ser a 14ª nomeação de Katy na premiação. Em “Best Pop Album” ela já concorreu com “Prism” e “Teenage Dream”.

“Rainbow” – Kesha

Os últimos anos não foram fáceis para Kesha, mas finalmente a cantora está com um novo disco no mercado. Cinco anos após “Warrior” e uma disputa interminável com o produtor Dr. Luke nos tribunais, “Rainbow” chegou em agosto com uma lista de elogios que passa por claras mudanças vocais da artista e letras pessoais e cruas – recebendo 81 pontos de 100 do Metacritic, site que compila as avaliações de outros veículos de internet.

“Joanne” – Lady Gaga
Gaga está entre os favoritos. Assim como Katy, o resultado do comercial do “Joanne” não foi o que a maioria esperava, mas isso não tira o possível impacto que um álbum mais maduro de Gaga possa fazer nos votantes. A cantora já tem seis prêmios Grammy, incluindo “Traditional Pop Vocal Album” por “Cheek to Cheek” e nesta mesma categoria pelo “The Fame Monster” em 2010. No ano seguinte chegou a concorrer com “Born This Way”, perdendo o prêmio para Adele.

“Lust for Life” – Lana Del Rey
Lana pode ser uma surpresa nesta categoria. A cantora tem três indicações ao Grammy, incluindo uma nesta categoria por “Paradise” (2013). Dois anos depois, a cantora colocou “Beauty Behind The Madness” direto na categoria de “Álbum do Ano”. Ou seja: a Academia gosta da Lana. Resta saber se “Lust For Life” vai ficar restrito à categoria pop, partirá direto para as principais categorias ou ficará de fora da premiação ano que vem.

“Melodrama” – Lorde
Lorde não é apenas uma das prováveis candidatas, mas como uma das mais fortes concorrentes ano que vem com o “Melodrama”. Em todas as listas já feitas sobre supostos nomes para o Grammy 2018, a cantora aparece em todas elas, seja nas categorias de pop ou nas principais. O “Melodrama” é também um dos álbuns mais bem avaliados do ano pelo Metacritic com 91 pontos.

“Younger Now” – Miley Cyrus
Se as categorias do Grammy tivessem seis ou sete nomeados por discuta, talvez Miley Cyrus entrasse em “Vocal Pop Album”, assim como Lana Del Rey. “Younger Now” está sendo elogiado por mostrar uma Miley mais voltada às raízes, madura e sem extravagâncias. Miley tem uma única indicação e justamente nesta categoria por “Bangerz” em 2014. Será que este ano vai?

“The Ride” – Nelly Furtado
Muita gente nem lembra, mas Nelly lançou um disco este ano. “The Ride” chegou em março pelo próprio selo da cantora, de forma independente. O projeto ganhou espaço aqui e ali na mídia, mas não engrenou. Nelly já foi nomeada para o prêmio de Pop Album com “Whoa, Nelly” em 2001 (mesmo ano que concorreu como “Artista Revelação”). Sua última indicação foi em 2007.

“Memories…Do Not Open” – The Chainsmokers
Puxada pelo sucesso de “Closer”, o duo de música eletrônica liberou o primeiro álbum em abril deste ano e pode se encaixar na categoria pop já que ano passado foi citada em “Pop Duo/Group Colaboration”. Foram três indicações ao Grammy de 2016, vencendo uma por “Don’t Let Me Down” (Best Dance Recording). Há quem acredite que mesmo que a dupla não apareça na principal categoria de álbum pop da premiação, Andrew e Alex tenham chances com “Something Just like This”, parceria com o Coldplay, em categorias avulsas de singles.

“So Good” – Zara Larsson
O segundo álbum de Zara, o primeiro internacional, saiu em março e chamou a atenção do mundo para a carreira da loira. Zara tem chances de ser indicada à Artista Revelação deste ano, assim como Dua Lipa. “So Good” foi bem recebido e é certificado de ouro nos Estados Unidos.

A categoria “Melhor Álbum Vocal de Pop” não oficialmente exclui trabalhos como mixtapes e EPs, mas geralmente este tipo de formato não recebe votos suficientes para nomeações, o que deixaria Charli XCX e Bebe Rexha de fora. Antes que alguém note a ausência de The Weeknd, o artista é geralmente indicado ao Grammy nas categorias de R&B/Urban onde “Starboy” deva será lembrado. A mesma lembrança vale para “El Dorado”, da Shakira. A cantora já foi indicada em categorias pop do Grammy, mas apenas quando cantou em inglês. O novo disco da cantora, se indicado, deverá citado nas categorias do POP/Rock/Alternativo latino.

O Grammy de 2018, a edição de número 60, acontecerá no dia 28 de janeiro em Nova York pela primeira vez desde 2003. Esquecemos de alguém? Comenta aí! E também conte para gente quais suas cinco apostas para “álbum pop do ano” do Grammy do ano que vem!

Escrito por Amanda Faia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ROCKline: Kings Of Leon lança clipe ao vivo para a faixa “Waste A Moment”

Taylor Swift registra meio bilhão de acessos em clipe em apenas um mês