in ,

Entrevista: Edson Carlos, do “The Voice”, troca as plantações de pimenta por shows após aparecer no programa

O participante do “The Voice’ Edson Carlos, natural de Vitória, do Espírito Santo, que se mudou para a cidade de Una, na Bahia, com a promessa de emprego, mas acabou recorrendo aos plantio de pimenta para garantir o sustento, em entrevista ao POPline, entrega que o reality abriu portas para que ele vivesse de música. “Eu estou me sentindo bastante feliz e muito agradecido por essa oportunidade. Sobre as plantações: quando aparece alguma coisa para fazer, a gente faz, mas não muito porque agora estão aparecendo muitos convites para fazer shows, participações. Então, agora esse trabalho rural está um pouco de lado. Eu estava na roça trabalhando na zona rural sem ganhar na área da música. Hoje eu estou vendo isso acontecer; as portas estão se abrindo. Eu estou tendo a oportunidade de trabalhar naquilo que eu mais gosto de fazer, cantar”.

Edson Carlos conta em entrevista ao POPline que deixou o trabalho na campo para fazer shows desde que fez sucesso no “The Voice”. Divulgação: TV Globo

“As pessoas não me chamam mais pelo nome, só falam bebê”, explica Edson sobre apelido dado por Ivete Sangalo

Conhecido pela sinceridade, que desde as audições às cegas revelou que gostaria de ficar no time de Michel Teló, que na ocasião foi bloqueado por Carlinhos Brown, Edson Carlos entrega que está amando o apelido de “bebê”, dado por sua técnica, Ivete Sangalo. “Eu estou amando! Recebo muitas mensagens nas minhas redes sociais: as pessoas não me chamam mais pelo nome; só me chamam de ‘bebê’ (risos). Trabalhar com a Ivete tem sido uma maravilha, uma experiência única, um prazer imenso. Eu nunca imaginei, apesar de saber que era possível. Tudo é possível quando a gente corre atrás dos nossos sonhos e tem fé”.

Edson Carlos comenta a boa relação com a técnica, Ivete Sangalo, no The Voice. Divulgação: TV Globo

“Meu estilo é romântico, mas a gente pode ir para o Arrocha”, assume Edson Carlos

Fã de cantores sertanejos como Zezé di Camargo e Eduardo Costa, Edson Carlos reflete sobre os seus próximos passos no mundo da música. “Eu pretendo continuar no estilo romântico sertanejo, mas eu tenho a mente aberta e estou disposto a ouvir opiniões e fazer aquilo que for melhor para a minha carreira. Na minha visão, o melhor é eu continuar no meu estilo – romântico sertanejo. Se surgir alguma proposta e eu vir que vai ficar um trabalho bom, a gente pode partir para um lado arrocha. A gente tem que estar sempre com a mente aberta”.

Edson Carlos, do “The Voice”, entrega ao POPline que também é compositor. Divulgação: TV Globo

“Pretendo também fazer músicas minhas”, conta Edson sobre a vontade de desenvolver um trabalho autoral

Apesar de ficar conhecido em rede nacional por trazer versões de cantores sertanejos como Gusttavo Lima e Zezé di Camargo e Luciano, Edson também comenta sobre a vontade de ser conhecido como compositor: “Eu também recebi esse dom e a facilidade de compor. Eu tenho algumas músicas seculares porque eu venho do meio evangélico. Eu comecei cantando na Igreja aos 12 anos, então eu tenho essas músicas gospel. Eu pretendo sim fazer músicas minhas – isso ajuda bastante para quem canta”.

Escrito por Helena Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assim como Rihanna, Lady Gaga também lançará linha de cosméticos

Música inédita em japonês do grupo BTS tem seu lançamento cancelado pela gravadora