Foto: divulgação/ Sony Music
in ,

Entrevista: CNCO explica o conceito do álbum “Déjà vu”, fala de performance no Prêmio Lo Nuestro e surpresas

Pouco antes do lançamento de “Déjà Vú”, um álbum de releitura de clássicos latinos, os meninos do CNCO bateram um papo com o POPline. Reunidos em um clima descontraído, acompanhados por uma cachorrinha, os garotos petiscavam enquanto respondiam nossas perguntas elaboradas com a ajuda de algumas fãs.

Richard Camacho explicou o conceito do projeto, que surgiu a partir do momento em que eles tiveram uma tempo para ouvir as músicas clássicas e sentirem o “Déjà Vú”, referenciado no título do álbum. Todas as músicas transportam os garotos que cresceram nos anos 2000 para momentos bons. A partir destes sentimentos, o CNCO pensou em levar releituras dessas canções a fim de honrar as suas referências e apresentá-las as novas gerações, que não tiveram a chance de ouvir sucessos de Ricardo Montaner e Enrique Iglesias, por exemplo, estourarem nas rádios.

Perguntamos qual música foi a mais divertida de se regravar e Erick ficou divido entre “Dejária Todo” e “Tan Enamorados”. Contamos a eles que a faixa originalmente interpretada por Chayanne também foi um sucesso no Brasil, em uma versão cantada por Leonardo, pai de Zé Felipe, com quem o grupo gravou uma versão em português de “Tan Fácil”. “Isso é muito louco”, dizem espantados com a informação. Neste momento, eles confirmam que tem vontade de gravar mais músicas em Português.

Sobre a diferença deste projeto para os anteriores:

Não são músicas que nós escrevemos ou que as pessoas não tenham ouvido antes. São conceitos diferentes, vibes diferentes. São músicas que nós crescemos ouvindo e todos nos lembramos do que estávamos fazendo quando ouvimos essas canções. Então, estudar essas letras, essas melodias foi muito interessante para nós porque não é algo usual hoje em dia. Combinar a sonoridade urbana com a sonoridade clássica que essas músicas trazem é muito interessante de se ouvir e também é muito legal apresentar para as novas gerações.

Quando o assunto é inspiração e diversão, os meninos respondem que gostam de ouvir POPSTAR, single de Dj Khaled feat. Drake agitou algumas reuniões do grupo.

Prêmio Lo Nuestros

O CNCO foi uma das primeiras atrações confirmadas do aguardado Prêmio Lo Nuestros, um dos principais eventos de música latina. Sobre o que esperar da performance: “Muito fogo”, eles disseram em consonância. “Nós estamos nos preparando para isso. Não podemos dizer muito, mas vai ser muito especial”, complementaram.

Feat. dos sonhos

Um ídolo para a boyband é o rapper e produtor porto-riquenho Daddy Yanklee. O vencedor de 6 Grammys foi o escolhido dos meninos para um feat. dos sonhos:

Muitas pessoas, mas alguém que a gente ficaria muito feliz de colaborar um dia é definitivamente o Daddy Yankee. Ele é uma grande inspiração para nós por toda sua carreira, sua história.

Foto: divulgação/Sony Music

Recado e surpresas para o Brasil

“Nós amamos vocês demais e não podemos esperar para vê-las de novo quando a pandemia acabar e tudo voltar ao normal”, disse Christopher. Richard lembrou que não vê a hora de voltar a comer brigadeiro e beber caipirinha. Erick terminou dizendo que eles têm uma surpresa para as fãs brasileiras. Nesta terça-feira, Giulia Be brincou com os seus fãs de “verdade x mentira” nos stories do Instagram e respondeu sobre um possível feat. com o grupo.

A cantora respondeu: “can’t say so much” (não posso dizer muito) ao lado de um GIF com a frase “My Boys” (“Meus gatoros”). Será que a surpresa do CNCO é um feat com a cantora brasileira? Vamos aguardar a confirmação.

Foto: reprodução/ Giulia Be Instagram

Escrito por Douglas Françoza

Pabllo Vittar e Luísa Sonza mandam recado para Pocah no “BBB 21”: “Volta a dormir”

BBB 21: Arcrebiano, o Bil, é eliminado com 64,89% dos votos