Foto: Divulgação
in

Entrevista: Bruno Duque, head da TuneCore Brasil, fala sobre o impacto na cena musical independente com a chegada da empresa ao país

A TuneCore Brasil faz parte da Believe, uma das maiores empresas de distribuição musical do planeta.

Os serviços de streaming tornaram o cenário da indústria musical um ambiente realmente democrático, dando espaço para artistas pequenos, que nunca conseguiam expor seus trabalhos em rádios e agora possuem suas próprias páginas e público em plataformas de streamings.

E para ajudar ainda mais o cenário musical independente nessa nova era da música, empresas e serviços de distribuição acabam se tornando grandes aliados e uma das maiores dessas empresas está chegando ao Brasil: a TuneCore.

TuneCore Brasil
Foto: Divulgação

A TuneCore foi fundada em 2006 faz parte da Believe, empresa francesa responsável por distribuis um terço da músicas digital do planeta, e o impacto dessa nova expansão da empresa para o nosso país deverá sim ser sentido entre os artistas independentes.

Por isso, conversamos com Bruno Duque, head e responsável pela TuneCore Brasil e que já passou pela Divisão de Música Latina da Sony Music em Los Angeles, sobre a chegada da empresa ao nosso país, o mercado de música independente e como o mercado de música brasileiro se encaixa nesse novo cenário mundial.

Confira a entrevista completa:

Bruno Duque
Foto: Divulgação

Como funciona o trabalho da TuneCore em parceria com as plataformas de streaming (Spotify, Deezer, etc)?

Antes da TuneCore, artistas precisavam de uma gravadora para vender suas músicas online. Desde 2006, temos mudado o jogo fazendo parcerias com lojas e plataformas digitais permitindo qualquer artista vender suas músicas no mundo inteiro mantendo 100% da receita de suas vendas. Hoje, a TuneCore é a maior agregadora de música do mundo, distribuindo para mais de 150 lojas e 100 países.

A TuneCore é uma distribuídora para artistas independentes. Como é a relação TuneCore/Artista e o que a TuneCore pode proporcionar a essas pessoas em termos de entrada no mercado musical?

Nosso objetivo principal num escopo geral é valorizar a cadeia produtiva do mercado tanto na parte do conhecimento como também na parte comercial. O próprio artista ou empresário poderem ter a liberdade do planejamento e que ele tenha a independência e gestão total de sua música, proporcionando assim ao artista o máximo de informações, materiais e ferramentas possíveis.

A empresa está chegando no Brasil. Como enxergam o mercado musical brasileiro? De que maneira podem contribuir com o mesmo?

A gama da sonoridade e qualidade das músicas no Brasil torna o país um mercado extremante fértil, criativo e diverso e, acima de tudo, um país onde se consome muita música. Nossa entrada no país vem com a filosofia de poder difundir a música brasileira em todo o mundo com as nossas mais diversas parcerias com as plataformas. Acreditamos em capacitar os artistas com as ferramentas e conhecimentos necessários para que eles possam encontrar onde as pessoas estão ouvindo e como continuar a aumentar a sua base de fãs.

Antes de se estabelecer no país, foi feita alguma pesquisa a cerca da produção musical independente por aqui? Quais foram os resultados?

A expansão contínua da TuneCore vem acontecendo para os mercados chaves no mundo todo. O Brasil, obviamente, não poderia ficar de fora. A diversidade cultural e o cenário criativo no país são muito amplos. A cadeia produtiva sempre gera conteúdo e tem aumentado diante da presença do Brasil como um dos principais países em crescimento no mercado no mundo.

De que forma a TuneCore poderá auxiliar os artistas independentes brasileiros? Já existem contratos e ou parcerias fechadas com artistas nacionais até então?

A TuneCore traz uma gama variada de artigos em português de profissionais da música e ferramentas para ajudar os artistas a serem independentes, conhecido modelo DIY (Do It Yourself = Faça Você Mesmo). Basicamente, o artista que quer distribuir sua música entra no nosso site em português (tunecore.com/br/), se registra, cadastra seu trabalho e paga a taxa anual. Depois, deixa com a gente que fazemos o resto.

Como o trabalho da TuneCore poderá afetar o público, consumidor final?

Num modo geral viemos para apoiar os artistas e fazer a diferença na cena independente do mercado brasileiro, valorizando e repassando em 100% das receitas de vendas para os artistas que distribuem com a gente.

A TuneCore

TuneCore é a plataforma global para músicos independentes construírem audiências e carreiras – com tecnologia e serviços em distribuição, administração de publishing e uma variedade de serviços promocionais.

Os serviços de distribuição de música da TuneCore ajudam artistas, gravadoras e empresários a venderem suas músicas no Spotify, Apple Music, Amazon Music, TikTok, Deezer e mais de 150 lojas de download e streaming em todo o mundo, mantendo 100 por cento de suas receitas de vendas e direitos por um baixo custo anual.

A TuneCore Music Publishing Administration auxilia os compositores administrando suas composições por meio de licenciamento, registro, coletas mundiais de royalties e oportunidades de colocação em filmes, TV, comerciais, videogames e muito mais. O portal TuneCore Artist Services oferece um conjunto de ferramentas e serviços que permitem aos artistas promoverem sua arte, conectar-se com fãs e fazer com que sua música seja ouvida.

A TuneCore, parte da Believe, está sediada em Brooklyn, NY, com escritórios em Los Angeles, Nashville, New Orleans, Atlanta e Austin e operações globais no Reino Unido, Austrália, Japão, Canadá, Alemanha, França, Itália, Rússia, Índia e Brasil.

Escrito por Kavad Medeiros

Direto de Casa com POPline: Ana Gabriela mostra onde compôs as músicas do álbum de estreia

Lady Gaga Chromatica

Lady Gaga fala sobre composições do “Chromatica” para o site American Songwriter