Fiuk. Foto: Instagram
in ,

“Entrei inseguro e com medo, hoje sou grato pelo que vivi”, diz Fiuk sobre ‘BBB 21’

Cantro e ator avalia o programa como uma experiência necessária para sua vida pessoal

A fama definitivamente não era o objetivo de Fiuk ao entrar no ‘Big Brother Brasil 21″, visto que o ator, cantor e agora ex-BBB já era conhecido por seus trabalhos na TV e na música. Durante o confinamento de 100 dias, ele mostrou-se uma pessoa que, quem via pelas novelas ou no palco de um show, desconhecia. Afinal, quem poderia imaginar que por traz do ídolo existiria o “Seu Fiuk”?

O lado ranzinza e parceiro do brother, que ficou com o terceiro lugar da competição, ao receber  4,62% dos votos, fizeram parte de sua trajetória no game. “Essa experiência foi transformadora. Lá eu fui do inferno ao céu. Foi o começo mais difícil do mundo e o final mais lindo de todos. Eu entrei muito inseguro e com medo do que poderia acontecer e hoje eu saio muito grato por tudo que vivi”, destaca o cantor e ator.

Foto: Reprodução/Gshow

Entre os maiores desafios de Fiuk na casa mais vigiada do país, estavam mostrar suas maiores fragilidades como as crises de ansiedade e depressão. “Foi uma transformação na minha vida, algo que eu precisava viver. Eu nunca tive coragem de expor características minhas como depressão, TDAH. As minhas qualidades e os meus defeitos eu tinha medo até de mostrar para minha família”, revela.

De Paredão em Paredão, Fiuk se deparou com uma realidade inesperada: chegar à grande final do reality show. Uma grata surpresa para o filho de Fabio Jr. “Eu não sei se eu esperava, mas eu sonhava. O terceiro Paredão mudou muita coisa, eu voltei muito feliz“, diz ele, que faz um paralelo entre a pessoa que entrou na casa com a que sai do reality.

(Foto: Reprodução / Globoplay)

“Entrou um Fiuk medroso inseguro, com medo de tudo. Medo de me expor, medo dos meus defeitos. Quando eu entrei eu dei muito de cara com essas coisas que eu achei que já tinha resolvido aqui fora. Eu entrei com várias questões. E lembro que o meu primeiro Paredão me deu um gatilho muito legal, eu voltei muito mais leve, confiante e com vontade de viver. Foi um processo bem natural e devagar e hoje eu tenho muita certeza do que gosto de fato e do que preciso melhorar. Eu entrei muito inseguro sem saber direito o que eu era e o que eu parecia ser. Então, foi um presente para mim”.

Os flertes e supostos romances na casa também foram pauta. O quase romance com Thaís e as diversas trocas de carinho e provocações com Juliette, campeã da edição, sempre foram muito comentados pelo público e virou meme nas redes. Mas como será que fica tudo isso aqui fora? “Não queria me envolver. Fiquei preocupado de ter magoado ela (Thaís) de alguma maneira porque ela é uma menina muito bacana. Tinha dificuldades no jogo e eu tentava acolher muito ela”, diz.

BBB 21 brigas
Foto: Globo / Globoplay

Agora, e sobre Juliette? “Eu adoro ela! Às vezes eu demoro um tempo para conhecer alguém de verdade. Sempre tive muita mania de perseguição, algumas pessoas se aproximavam por interesse. Eu acho que isso me ajuda muitas vezes, mas também atrapalha. Eu até tive essa conversa com a Juliette lá dentro, porque eu duvidei dela. E isso me fez muito mal, mas ao mesmo tempo me fez muito bem de ver que era de verdade. Foi tudo muito especial”, conta.

Escrito por Leonardo Rocha

Deezer anuncia investimento em startup de música ao vivo

Deezer anuncia investimento em startup de música ao vivo

Juliette vira personagem da “Turma da Mônica” pelas mãos de Maurício de Souza