Fotos: Divulgação
in

Emicida e TUYO participam do Festival Atlas das Juventudes

No mesmo período, o rapper também participará de uma mesa redonda no Festa dos Batuques Paulistas

O rapper Emicida, a banda TUYO, o funkeiro Mc Marks e a repentista Jessica Caitano estão entre os nomes que compõem a programação do Festival Atlas das Juventudes, que acontece dos dias 9 a 12 de junho, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube do projeto.

O evento marca o lançamento do Atlas das Juventudes, a plataforma sobre as juventudes atuais, resultado de uma pesquisa nacional que durou dois anos, coordenada pelas redes de organizações Em Movimento e Pacto das Juventudes pelos ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, e que mapeou e destacou quem são os brasileiros de 15 a 29 anos.

Dentro da programação, será lançado também a pesquisa “Juventudes e a Pandemia do Coronavírus”, coordenado pelo CONJUVE junto a outras organizações, que traz importantes descobertas sobre os impactos atuais da pandemia na vida das juventudes.

“Vivemos um momento crucial para garantir a inclusão e sustentabilidade das nossas juventudes. Por isso realizamos uma extensa pesquisa e envolvemos uma grande diversidade de organizações para que qualquer ator da sociedade possa utilizar os dados em prol de garantir os direitos das juventudes”, diz Mariana Resegue, co-realizadora da pesquisa e secretária executiva do Em Movimento.

Mariana ainda explica que, a ideia do festival surgiu para aumentar o alcance da pesquisa e fazer com que ela chegue em quem precisa chegar. “O projeto resolveu fazer um grande festival com diversas atrações para chamar a atenção sobre as potencialidades e os desafios que os jovens vivem hoje no Brasil”, completa.

Online e gratuito, o festival entende a potência plural dos territórios que as diversas juventudes brasileiras estão inseridas. Além das apresentações musicais, o Festival Atlas das Juventudes também apresenta mesas de debate, oficinas, mesas de apresentação e diversas apresentações culturais.

“O Festival será um momento de reconhecimento e celebração da diversidade e das potencialidades da maior geração de jovens da história do país, mas também um importante espaço para o debate sobre os principais desafios, caminhos e perspectivas em um contexto de violação de direitos, agravados pela pandemia do coronavírus”, afirma Marcus Barão, presidente do CONJUVE e co-realizador do Atlas.

Programação

O rapper Emicida fará um show encerrando as atividades do primeiro dia do evento, 9 de junho, às 20h. Antes dele, às 18h, abertura fica por conta dos organizadores Marcus Barão e Mariana Resegue. Na sequência, Poetry Slam com Bixarte, e, às 19h, começa o Debate 1: “O que pensam as juventudes?”.

No dia seguinte, 10 de junho, o evento começa às 14h com a Oficina: “Diálogo intergeracional das juventudes transformadoras” com Jovens Transformadores ASHOKA, seguida de “Juventudes e a Saúde integral” com Agenda Jovem Fiocruz, às 15h30. Já às 18h, é vez da Mesa: Qualitativa Atlas das Juventudes – Talk Inc, e às 19h20, Slam com Meimei Bastos. O dia ainda conta com a Mesa: Síntese de Evidências do Atlas das Juventudes – Instituto Veredas; Slam com Jessica Caitano; Mesa: “A cultura como geração de renda e trabalho”; e encerra, às 21h35, com Pocket Show da Nayra Lays.

No dia 11 de junho a programação segue intensa de 14h às 22h, com a Oficina “Direitos sexuais e reprodutivos” com FEAC e Reprolatina e, na sequência, “Card Jovem: Trabalho e habilidades socioemocionais” com GOYN. Logo mais, às 18h00, acontece a mesa “Juventudes e a pandemia do coronavírus” e depois a transmissão do Curta “A Conta Fica Para A Juventude”. A noite começa musical com Pocket Show de Wera MC, seguido de Debate sobre “A inclusão produtiva das juventudes” com GOYN e Grupo +Unidos. Tem ainda: Slam com Midria; Debate sobre “Juventudes Negras”; e Pocket Show da TUYO.

Por fim, encerrando o evento, dia 12 de junho, acontece, às 14h15, o debate: “Juventudes em defesa do planeta”. Logo depois tem Slam com Tonyyyymon e debate sobre “Qual o futuro da educação pós pandemia?”. O encerramento fica por conta de Mc Marks.

Em tempo…

O rapper Emicida vai participar de outro evento no período, a Festa dos Batuques Paulistas, que apresentará shows, lives em comunidades e rodas de prosa. O artista é um dos convidados para roda de conversa inspirada pelo conceito do neosamba, presente no documentário AmarElo. Marcada para o dia 11, às 20h30, Emicida participa ao lado de Rosa Pires Sales (Samba de Bumbo Nestão Estevão/ Campinas), Fabiana Camargo (Samba Lenço/ Mauá) e terá mediação de Tadeu Kaçula (NFNB e UNAFRO/ São Paulo).

Clique aqui para conferir a programação completa da Festa dos Batuques Paulistas.

Siga as redes do POPline.Biz é Mundo da Música para saber mais sobre os principais assuntos do mercado da música: Instagram, LinkedInFacebook e Twitter.

Escrito por Rafa Ventura

BTS na Globo

Fãs fazem campanha para que Boninho faça entrevista com BTS

WITHOUT YOU

Scooter Braun assina com novo cantor de sucesso