Connect with us

Emicida

Emicida convida a banda chilena Moral Distraída para remix do hit “Passarinhos”

Assista ao videoclipe!

Published

on

Foto: Divulgação

Há cinco anos, Emicida lançava uma de suas faixas mais conhecidas do grande público. “Passarinhos” ainda surpreende muita gente por conta de seu discurso super atual. Não à toa, a música é considerada um marco e um ponto de virada na carreira do rapper paulista, que contou com a participação de Vanessa da Mata na gravação original. Desta vez, ele se reuniu com a banda chilena Moral Distraída para criar um remix da mesma.

Entretanto, não é a primeira vez que eles se encontram. Em 2018 lançaram o remix de “Canción Bonita”, faixa do repertório do grupo chileno, que agora soma com novos contornos para uma obra do rapper. “A primeira experiência que tivemos foi muito bacana e queria retribuir de alguma maneira”, diz Emicida. “Acredito que a linguagem de ‘Passarinhos’ é próxima da deles e assim ficamos em uma mesma atmosfera: positiva, mas com uma poesia concisa”, completa.

“Recebemos com satisfação o convite do Emicida. Além de a música ter uma cadência cativante e uma bela melodia, há, em seu conteúdo, uma reflexão precisa sobre homem moderno e suas relações, algo que valorizamos muito na arte sul-americana. Uma mensagem que acreditamos ser necessária na música”, define a banda.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Emicida

Emicida esgota ingressos em 15 minutos para dois shows no Theatro Municipal de SP

Rapper ainda levará a drag queen Pabllo Vittar e a artista não-binária Majur para apresentações.

Published

on

O rap vai ocupar o Theatro Municipal de São Paulo nesta semana. Emicida esgotou ingresos em 15 minutos para dois shows no teatro, nesta quarta (27/11). A informação foi divulgada pelo Twitter do Municipal. Pabllo Vittar e Majur, que gravaram com ele “AmarElo”, vão participar das duas sessões.

(Foto: Júlia Rodrigues)

Para comemorar o “sold out”, o show do rapper na quinta terá transmissão ao vivo na porta do teatro, com um telão. Assim, quem estiver sem ingresso, também poderá assistir do lado de fora.

Os shows de Emicida no Theatro Municipal de Sâo Paulo encerram a programação especial de Mês da Consciência Negra. Além de Pabllo e Majur, o rapper também receberá participações especiais de Drik Barbosa, Jé Santiago e MC Tha.

Continue Reading

Emicida

Emicida convida o ator Ailton Graça para dar vida a um super-herói da vida real no clipe de “Pequenas Alegrias da Vida Adulta”

Published

on

Foto: Bruno Trindade

Você reconhece suas felicidades diárias? O novo clipe do Emicida aborda essas “Pequenas Alegrias da Vida Adulta” com muita sensibilidade, com o ator Ailton Graça na pele do super-herói que pega ônibus e encontra sua família ao final do dia. Essa canção surgiu para evidenciar a importância de se ter sensibilidade para perceber as “pequenas” vitórias nos detalhes – seja em “uma boa promoção de fralda nessas drogarias” ou ao “encontrar uma tupperware que a tampa ainda encaixa”. De quebra, a canção traz Marcos Valle ao piano.

O clipe dirigido por Fred Ouro Preto faz o contraponto ao vídeo de “Eminência Parda”, primeiro lançamento do recém-lançado álbum “AmarElo”. Emicida explica: “Em ‘Eminência Parda’, temos um ambiente de hostilidade que estereotipa aquela família preta, enquanto em ‘Pequenas Alegrias…’ temos aquelas pessoas na visão de quem ama e é amado”, diz o rapper.

Continue Reading


Emicida

Com fortes mensagens e parcerias, Emicida faz um experimento social com o novo álbum “AmarElo”

Escute!

Published

on

Nesta quarta-feira, 30 de outubro, Emicida lançou seu novo álbum “AmarElo”. São 11 faixas e parcerias, incluindo grandes nomes como Mc Tha, Zeca Pagodinho, Dona Onete, Majur, Pabllo Vittar e até Fernanda Montenegro.

As faixas são repletas de reflexões sobre a sociedade atual, tanto que ele chama o projeto de experimento social, propondo um olhar sobre a grandeza da humanidade. Para isso, Emicida reúne heranças, referências e particularidades encontradas na magnitude da música brasileira e aplica a elas olhares e aprendizados que acumulou desde o lançamento da sua primeira mixtape “Pra Quem Já Mordeu um Cachorro por Comida Até Que Eu Cheguei Longe” (2009).

Sobre a capa de “AmarElo”, trata-se de uma imagem da fotógrafa e ativista Claudia Andujar. “Tem criança de oito anos sendo baleada pelo Estado”, explica Emicida, “ter três crianças indígenas na capa, num período em que estão vendo a sua cultura e o seu modo de vida ameaçados, é colocar como se estivessem encarando o Brasil dizendo: ‘sério mesmo? vai acontecer tudo de novo?”.

“Nasceu a criança! AmarElo tá disponível pra todo mundo! Obrigado por estarem junto desde sempre! Desliguem as notificações, apaguem a luz, e mergulhem nessa experiência. Espero que curtam, tanto quanto curtimos fazer”, escreveu ele nas redes sociais.

Escute abaixo:

Continue Reading

POPline Mix