in

Em entrevista para a Rolling Stone, Anitta fala sobre “Veneno” e conversas com Dua Lipa

Foi ao ar a entrevista de Anitta para a revista Rolling Stone norte-americana. No título, a cantora é descrita como a “próxima estrela brasileira difícil a ser ignorada” a fazer um “crossover”, uma referência à carreira em mercados internacionais.

No papo para o site da RS, Anitta falou novamente sobre seu passado, o amor pela música desde infância, sua carreira no Brasil e as parcerias já conquistadas como o Major Lazer, J Balvin, Maluma as entradas em estúdio com Pharrell e Rita Ora e… Dua Lipa! Bem, na verdade, o status de parceria com a albanesa ainda não foi fechado.

“Estou conversando com Dua Lipa também”, revelou para o site. “Para mim, uma colaboração é sobre química e se você acha que os estilos combinam. Mas no momento, quero mostrar mais de mim, que eu consigo fazer algo por mim mesma e revelar a minha personalidade sozinha. Este ano vou trabalhar mais em inglês, mas primeiro quero me solidificar na indústria em espanhol”, disse.

A matéria ressalta também os números de Anitta nas redes sociais. “Os lançamentos solos acumulou milhões de visualizações no Youtube e via streaming, e com 30,2 milhões de seguidores no Instagram ela é a mais seguida mulher no Brasil”, diz o texto. “Ela esgota ingressos em arenas em sua terra natal e deliciou audiências internacionais – incluindo uma noite no tradicional Albert Royal Hall em Londres. Seguindo os passos de superestrelas brasileiras Xuxa e Rita Lee, ela está trabalhando em um império na televisão também: programado para o outono [nos EUA] de 2018, ela vai estrelar seu próprio show na Netflix”, continua.

Ainda na entrevista, Anitta falou que já está finalizando os detalhes do lançamento de “Veneno”. “É louco porque estou coberta de cobras”, descreveu. E também falou sobre o porque vem dando preferência a lançar singles e não um novo disco. “É uma grande missão e obrigação. Eles dizem ‘você precisa de 12 músicas, você precisa fazer assim, você tem um prazo’. E eu entendo o mercado – eu sou a minha própria empresária do Brasil, me encarrego da minha própria carreira aqui. Mas acho que arte é arte. E quando se trata de arte você precisa estar focado em fazer algo bom. Não pensar nos negócios”.

“Eu dizia a minha família que eu seria uma cantora desde que aprendi a falar (…) gosto de tudo que me desafia. Não consigo aceitar que algo é impossível”, disse. “Eu não quero lançar uma música e dizer ‘se divirtam, tchau’. Quero encontrar uma maneira divertida de enviar uma mensagem importante. Não há limite, regras, se você quer ser sensual, tudo bem. Você não está machucando ninguém. Acredito que contanto que você respeite as pessoas, você é livre para fazer o que quiser”.

Anitta estive com Rita Ora no início do ano e com Pharrell em maio. Recentemente no México para as gravações do “La Voz”, a cantora também esteve em sessões de estúdio dizendo que havia batido um recorde de gravações de faixas em espanhol.

Escrito por Amanda Faia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Kesha mostra arte de “Body Talk”, música em parceria com a banda The Struts

Ed Sheeran casado? Cantor dá a entender que sim!