in

Eleitores do Bolsonaro fazem mutirão de dislikes em clipe de Pabllo Vittar

Pabllo Vittar é vítima de intolerância – mais uma vez – por conta da estreia de seu clipe novo, “Disk Me”, carro-chefe do álbum “Não Para Não”. Eleitores de Jair Bolsonaro (PSL) estão organizando uma campanha nas redes sociais para dar dislike no vídeo e, assim, passar a impressão de rejeição ao trabalho da drag queen. Os mutirões são incentivados em grupos fechados no Facebook. A Sony Music já está ciente da dedicação negativa…

O sucesso de um homem gay e drag queen incomoda parte do eleitorado conservador e discriminador. Uma das mensagens disseminadas nas redes diz “Cadê a família bolsonariano reunindo para dar dislike nesse lixo que está em #2 em alta no Youtube? Porque é o último dele no Brasil. Amanhã elejá vai para a Cuba. Acesse o link e deixe seu dislike. Vamos aumentar esse lixo de dislike”. Efeito, por enquanto, não surtiu. Os vittarlovers são mais eficazes. No momento do fechamento desta matéria, o clipe de “Disk Me” tem 188 mil curtidas contra 51 mil dislikes. O clipe, lançado na sexta (5/10), está com 4,6 milhões de visualizações.

“Disk Me” é o segundo single do segundo álbum de Pabllo Vittar, que já é um sucesso. Todas as dez faixas do disco entraram no Top 40 da parada do Spotify Brasil. Em outras palavras, de todas as músicas disponíveis na plataforma de streaming, as mais populares atualmente entre os brasileiros são as canções de “Não Para Não”. Vale ressaltar que o disco também alcançou o 1º lugar do ranking de downloads do iTunes.

Escrito por Leonardo Torres

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Maiara e Maraisa são as convidadas de Serginho Groisman no programa “Altas Horas” deste sábado

Sandy canta “Areia” com Lucas e “No Escuro” com Maria Gadú na TV