Ed Sheeran receberá mais de 1 milhão após vencer processo por "Shape of You"
Foto: Divulgação
in ,

Ed Sheeran receberá mais de 1 milhão após vencer processo por “Shape of You”

Cantor foi declarado inocente.

Ed Sheeran levou a melhor em um processo em que era acusado de plágio pelo hit “Shape Of You”, certamente um dos maiores sucessos de 2017. Por ter sido inocentado, enfim, ele vai levar uma bolada para casa: mais de 1 milhão de dólares. Decerto um valor alto.

Ed Sheeran receberá mais de 1 milhão após vencer processo por "Shape of You"
Foto: Divulgação

Leia Mais:

Foi batido o martelo: Ed Sheeran não fez um plágio de “Oh Why“, música de Ross O’Donoghue lançada em 2015. Isso já tinha sido revelado em abril deste ano, mas só agora saíram os valores da questão monetária.

Ed recebeu £ 900.000 em custos legais, o que equivale similarmente a US$ 1,1 milhão em dólares americanos, como afirma Billboard. Ele vai levar o dinheiro para a casa para custear o que gastou pelo processo e, até o momento, não deu declaração sobre o assunto.

Ed Sheeran critica a prática recorrente de processos de plágio na música

Logo após a decisão favorável do juiz em abril, Ed Sheeran publicou um vídeo em suas redes sociais onde critica a prática de processos de plágio na indústria da música. Para ele, inegavelmente, isso vem se tornando algo recorrente no cenário atual.

“Enquanto estamos claramente felizes com o resultado, eu sinto que alegações como essa são muito comuns agora e se tornaram uma cultura onde uma alegação é feira com a ideia que um acordo será mais barato do que ir para o tribunal. Mesmo quando não há embasamento para a alegação. Isso é muito perigoso para a indústria de composição musical”, afirmou Ed Sheeran.

“Há apenas algumas notas e bem poucos acordes usados na música pop. Coincidências tendem a acontecer quando 60 mil músicas são lançadas todos os dias no Spotify e 22 milhões de músicas por ano. E só há 12 notas disponíveis

Eu não quero tirar nada da dor sofrida por ambas as partes nesse caso, mas gostaria de dizer: Eu não sou uma entidade, não sou uma corporação, eu sou um ser humano e um pai e um marido e um filho.

Processos judiciais não são experiências agradáveis e eu espero que essa decisão signifique que no futuro, alegações como essa possam ser evitada. Isso tem que acabar”, completou o cantor.

Escrito por Caian Nunes

Dulce Maria é a voz principal do RBD? Imprensa mexicana diz que sim!

“Lilo, Lilo, Crocodilo”: Confira trailer de filme dublado por Shawn Mendes