in

É diversidade no pop que você quer? Com inspirações visuais em Rosalía e Jaloo, conheça Reah e o clipe “No Mesmo Lugar”

Nunca tivemos tanta diversidade dentro da música pop nacional como agora. Não importa a influência do artista, há um público sedento para o consumo – e imediato. A rapidez da era da informação – e dos lançamentos – acabou por abrir espaço a quem quiser expor a sua obra e os fãs de pop há poucos anos se deleitam com as ofertas.

Quer mais uma para a sua lista? Anote aí: Reah! Essa paranaense de Maringá apaixonada pelos discos do pai (como Beatles, Chico Buarque e Creedence Clearwater Revival) começou a estudar música aos 9 anos, mas foi apenas com 21 anos que teve a chance de mostrar profissionalmente as suas composições. Ela tinha 80 delas e era hora de deixar os tradicionais vídeos de cover para trás.

Foto: Denis Marx/Divulgação

Nesta sexta-feira (8/2), Reah Valente entregou ao mundo o videoclipe para “No Mesmo Lugar”. Gravado no fim do ano passado em Los Angeles, na Califórnia, a cantora reuniu um time de profissionais brasileiros e trouxe para si a responsabilidade de pensar em cada detalhe. Com inspiração visual neotropicalista – que rendeu recentemente a Reah um destaque na Vogue Brasil – Reah também trouxe para suas referências a espanhola sensação do momento Rosalía, o também brasileiro Jaloo, além, claro, moda e cinema.

Com uma pegada pop totalmente de fácil assimilação, a letra ainda possui uma proximidade com qualquer um que já teve o coração partido, mas ainda não conseguiu largar a idealização do relacionamento. “Não sei porque ainda insisto em te amar / Eu ainda não me vejo sem você / Eu tô esperando no mesmo lugar / Te dei todos motivos pra querer voltar / Vê se me entende agora”, canta.

No clipe, Reah ainda fez questão de surpreender quem achava que estaria com o vídeo totalmente entendido: colocou um break inesperado e uma cena de dança de salão em plena lavanderia. Ficou curioso? Assista:

Sucesso no exterior

Antes de focar no lançamento do novo álbum, “Reah”, lançado em julho, aqui no Brasil, Renata já havia experimentado o sucesso no Japão. No sul da Terra do Sol Nascente, o primeiro álbum batizado de “Certain Relativity” produziu shows lotados e histeria na rua. Em 2006, Reah deixou Tóquio para buscar novas inspirações em Nova Iorque e chegou até a tocar bateria em uma banda punk! Ao conhecer produtores que já trabalharam com nomes como Lil Kim e 50 Cent, parou em Los Angeles para novos contatos, a produção do EP “My Way Back Home” em um clima setentista e mais dois álbuns misturando inglês e português, o pop, rock e tempero tropical.

“Reah”

“Reah” traz essa bagagem da artista, mas marca um reencontro com suas raízes. “Vejo este trabalho como a minha verdadeira estreia em território brasileiro, justamente numa fase da minha carreira em que me sinto madura e certa dos caminhos da minha música”, reflete sobre o momento.

Reah não tem medo de arriscar, Reah apresenta tudo o que te inspira musicalmente em um dez faixas. Há eletrônica, um quê de tecnobrega, soul, batidas inspiradas no romance urbano do R&B, e, claro, pop.

Ouça:

Escrito por Amanda Faia

Ariana Grande lidera parada britânica pela terceira semana com “7 Rings”

Wanessa Camargo defende o pai, Zezé, sobre boatos de ameçar Zilu Camargo! Entenda o caso