in

Durante show na Bahia, cantor Geraldo Azevedo acusa vice de Bolsonaro por torturá-lo na Ditadura; veja detalhes!

O cantor pernambucano Geraldo Azevedo durante um show em Jacobina, Bahia, fez um desabafo! Na ocasião Geraldo refletiu sobre o atual cenário do Brasil e declarou que já foi torturado pelo general Mourão, vice de Jair Bolsonaro. “Eu já fui preso duas vezes na minha vida. Esse Mourão, ele já me torturou… Eu fico impressionado do povo brasileiro não prestar atenção nas evoluções humanas. Olha, eu não sei se isso vai entrar em algum choque com a prefeitura, mas é o meu sentimento de indignação em relação com o que pode acontecer com o Brasil. E essa alegria que a gente tem aqui vai ser perder, o Brasil vai ficar muito ruim”.

Porém, em nota divulgada pela assessoria de imprensa de Geraldo Azevedo, o cantor declarou que se confundiu. “No último fim de semana, Geraldo declarou em um show no interior da Bahia que o general Mourão era um dos torturadores da época de suas prisões. No entanto, o vice-presidente do candidato Jair Bolsonaro não estava entre os militarestorturadores. Geraldo Azevedo se desculpa pelo transtorno causado por seu equívoco e reafirma sua opinião de que não há espaço, no Brasil de hoje, para a volta de um regime que tem a tortura como política de Estado e que cerceia as liberdades individuais e de imprensa”.

Escrito por Helena Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

“Caliente”: Lali e Pabllo Vittar divulgam foto dos bastidores

Caetano Veloso entrevista Roger Waters e falam sobre política, fascismo e Bolsonaro