in

Dulce María faz campanha contra aborto e revolta parte dos fãs

A cantora e atriz Dulce María, ex-integrante do grupo RBD, postou em suas redes sociais o vídeo de uma campanha anti-aborto. “Todos os seres humanos somos livres para decidir e acreditar no que queremos… lutamos para ser livres, nos expressarmos, sermos respeitados, pela igualdade, para que nossa voz seja escutada… acredito que a força e a mudança estão no amor e nossa liberdade começa com o direito de viver”, twittou junto com o vídeo que mostra como nomes célebres como Cristiano Ronaldo, Céline Dion, Steve Jobs e Andrea Bocelli quase foram abortados por suas mães.

A mexicana, que dizem que está grávida do noivo, não se calou quanto alguns fãs começaram a criticar sua postura. Uma brasileira disse que “fica desacreditada com a pessoa que Dulce se tornou”. Dulce fez questão de responder. “Exato, querida, tristemente o que você e muitas pessoas conheceram de mim foi só um personagem, mas eu sempre fui a mesma, que defendo o que penso e o que acredito. É válido e natural que você não concorde, e me alegra que possa expressar sua opinião e eu a minha”.

O que pesou ainda mais para a raiva de alguns fãs é que o vídeo anti-aborto divulgado por Dulce María começa com uma imagem de Cristiano Ronaldo, que enfrenta na Justiça uma acusação de estupro. O tema não poderia ser mais delicado. No México, o aborto é legalizado para qualquer mulher na Cidade do México, mas proibido em outras regiões.

O que pesou ainda mais para a raiva de alguns fãs é que o vídeo anti-aborto divulgado por Dulce María começa com uma imagem de Cristiano Ronaldo, que enfrenta na Justiça uma acusação de estupro. O tema não poderia ser mais delicado. No México, o aborto é legalizado para qualquer mulher na Cidade do México, mas proibido em outras regiões.

Escrito por Leonardo Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MTV anuncia data e local do EMA 2019

Advogados defendem Rennan da Penha da ordem de prisão por associação ao tráfico: “preconceito”