in

Dua Lipa revela ter negado convites para parcerias

Dua Lipa sentou-se para conversar com a Billboard sobre a corrida pelo Grammy 2019 (ela é cotada para Best New Artist) e revelou algo importante. Querendo assumir as rédeas de sua carreira desde o início, ela negou convites para parcerias que poderiam tê-la feito estourar mais rápido e facilmente. “Algumas pessoas chegam para você e dizem ‘essa pessoa tem um grande sucesso, por que vocês não fazem uma parceria? Vai tocar nas rádios!’ E isso era uma coisa que eu nunca queria, sem ter meu próprio sucesso primeiro. Eu me lembro de dizer não para algumas colaborações que definitivamente me colocariam nas rádios e que se sairiam muito bem, mas eu não queria fazer até ter minha própria voz”, disse.

Como assim?

Dua explica: ‘se eu faço apenas porque alguém me diz que vai tocar nas rádios,eu vou ter que cantar isso o resto da minha vida, e isso é terrível. Essas primeiras músicas te definem. É por isso que é importante começar com seus próprios termos”. De fato, só depois de quatro singles que Dua lançou sua primeira parceria, com Sean Paul, no fim de 2016. Depois, vieram várias – Martin Garrix, Calvin Harris, Silk City.

A cantora lembra que, no início, ela não queria nem assinar contrato com gravadora. Estava muito consciente de seu potencial, mas também queria descobrir seu caminho – antes de mergulhar na indústria. “Eu queria só escrever e descobrir quem eu era, qual era meu estilo de música. Depois, quando eu tivesse isso e as pessoas começassem a me ouvir, eu sabia que precisava de uma equipe que me conhecesse e acreditasse em mim”.

Escrito por Leonardo Torres

“Tinha 6 anos e estava pronto para matar alguém”, revela Emicida sobre a infância

Marcos e Belutti lançam novo EP e vídeo de “Tonelada de Solidão” com Ferrugem; veja!