Documentário de Britney Spears é o mais visto na Netflix dos EUA
Foto: Netflix
in ,

Documentário de Britney Spears é o mais visto na Netflix dos EUA

O documentário “Britney x Spears”, sobre Britney Spears, lançado na última terça-feira (28) na Netflix, já conseguiu grande repercussão nas últimas horas. Prova disso é que este é o título mais visto nas últimas 24 horas pela plataforma nos Estados Unidos na categoria filmes.

Foto: Netflix

O segundo filme mais visto é “Um Ninho Para Dois“, um drama-comédia estrelado por Melissa McCarthy. O terceiro lugar é “Gente Grande“, filme de comédia com Adam Sandler como protagonista.

>> Britney x Spears: veja os principais pontos levantados pelo documentário

Na categoria geral, o documentário de Britney fica em terceiro lugar. O título fica só atrás dos fenômenos “Round 6” e “Missa da Meia-Noite“.

Documentário de Britney Spears é o mais visto na Netflix dos EUA
Foto: Netflix

O mundo conhece Britney Spears: performer, artista, ícone. Mas nos últimos anos, o nome dela foi publicamente amarrado a outro termo, mais misterioso: tutela. ‘Britney vs Spears’ conta a explosiva história da vida de Britney e sua busca pública e particular por liberdade”, diz a sinopse do documentário.

Leia Mais:

Pai de Britney Spears é investigado pelo FBI por abuso em tutela, diz site

Com a aproximação da audiência que deve decretar o fim da tutela de Britney Spears, marcada para esta quarta-feira (29), novos capítulos, ainda desconhecidos, começaram a surgir. Há 13 anos sob o comando da vida da filha, Jamie, pai da cantora, se tornou alvo de uma investigação do FBI, de acordo com o portal Deadline. O processo é motivado por suposto abuso do poder.

Na semana passada, um documentário do FX e uma reportagem do “The New York Times”, o “Controlling Britney Spears”, alegam que Jamie havia criado um detalhado sistema de vigilância para monitorar cada movimento e conversa da cantora, incluindo escutas em seu quarto, nos últimos anos.

Documentário do New York Times sobre Britney Spears terá parte dois
Foto: Divulgação FX Documentaries / Hulu / The New York Times

Leia mais:

“Sr. Spears cruzou limites incompreensíveis”, declara a nova petição para remoção de Jamie de sua posição de co-conservador sobre a fortuna e carreira estimada em US$ 60 milhões. Acusações como essas, presentes em documentos levados à Corte Superior de Los Angeles, motivaram não só o movimento #FreeBritney, mas também  o pedido de suspensão imediata da tutela.

“E independentemente do resultado das alegações, o que não pode ser genuinamente contestado é o quão profundamente perturbador eles são para a Sra. Spears e, pelo menos, eles aumentam a necessidade de suspender o Sr. Spears imediatamente”, continua o documenta que relata a petição de fim da curadoria.

Britney Spears foi obrigada a fazer show com febre de 40ºC
(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)

Os conteúdos dos arquivos utilizados pelo advogado da cantora foram tratados como “invasões inescrupulosas e horríveis da privacidade de sua filha adulta”. Com a aproximação de um veredito final, os olhos de todo o mundo se voltaram para a Princesinha do Pop, que teve sua trajetória de luta contada na imprensa mundial, além protagonizar documentários como o “Toxic: Britney Spears Battle for Freedom“, da CNN e o Britney x Spears”, que estreia amanhã (28), na Netflix.

Apesar de Jamie e sua equipe de segurança negarem a suposta rede de vigilância, denunciada em “Controlling Britney Spears”, o Deadline apurou que as autoridades federais estão examinando as alegações para iniciar uma possível investigação criminal. No entanto, tal informação não foi confirmada pelo instituto federal de investigação, que não respondeu sobre o caso ao site.

Escrito por Caian Nunes

“Toy”, o disco perdido de David Bowie, finalmente será lançado

Sororidade! Virginia declara apoio à Deolane Bezerra após perfil derrubado