banner com link para rádio globo
Foto: Divulgação
in

Djonga e Tássia Reis: música que celebra afro-empreendedorismo para o Mercado Livre

Rappers subvertem a cultura da ostentação para celebrar os empreendedores pretos parceiros da plataforma

Referências na cultura atual do rap nacional, Djonga e Tássia Reis lançam música e vídeo clipe que exaltam o poder e a originalidade da cultura negra como parte da campanha sobre afro-empreendedorismo do Mercado Livre. Batizada “Ostentação da Cultura”, a composição inédita foi lançada nesta terça-feira (16), com o objetivo de contribuir com os debates em torno do tema consciência negra.

“Por meio da música, Djonga e Tássia nos ajudam a valorizar e enaltecer a cultura negra no Brasil. Esse projeto, que pelo formato engajador nos ajuda a levar nossa mensagem de diversidade e inclusão a mais pessoas, reforça o nosso compromisso com o incentivo ao empreendedorismo negro”, destaca Thais Souza Nicolau, diretora de Branding do Mercado Livre para América Latina.

E completa: “Estamos contentes que a nossa cultura diversa e empreendedora encontrou mais uma forma democrática de promover a igualdade de oportunidades”.

Disponível nas principais plataformas de streaming e com estética afrofuturista, o single assinado pelos rappers é uma das ações afirmativas do Mercado Livre para a data. Assinada pela GUT São Paulo, agência global independente, a campanha exalta os empreendedores negros que usam a plataforma Mercado Livre para levar suas criações a consumidores de todo o Brasil.

Na música, Djonga e Tássia fazem uma alusão à cultura da ostentação, só que no lugar de exaltar marcas internacionais, como acontece em muitas músicas de sucesso do gênero, marcas nacionais assinadas por criadores negros são colocadas em posição de objeto de desejo. São citadas marcas autorais como Da Minha Cor, Resisto OPM, Preta Pretin, Modash e Soul Brio, essa é apenas uma pequena amostra do potencial criativo preto disponível no Mercado Livre.

Leia mais:

Sobre o clipe

Cada vez que uma das marcas é mencionada no clipe, há um link que levará o público a outra página onde será possível conhecer mais não só sobre a história da marca, mas também sobre a experiência pessoal de seus criadores. O filme transporta o público para um cenário idílico, repleto de pessoas negras e cheio de elementos culturais e incentiva que todo o público, olhe para os criadores negros e incentivem seus negócios.

“Vejo esse clipe como uma oportunidade de criar um novo imaginário em que pessoas pretas são prósperas e vivem em harmonia. Poder dirigir um projeto como esse, é uma das melhores experiências para mim enquanto diretora preta”, comenta Thatiane Almeida, diretora de cena do clipe.

Os principais protagonistas dessa ação são os empreendedores negros, que lutam no dia a dia para que seus trabalhos ganhem cada vez mais espaço e protagonismo. O Mercado Livre se coloca como um canal para amplificar a voz dessas pessoas, não só sendo uma plataforma que procura facilitar a vida desses microempresários, como também investindo em ações como “Ostentação da Cultura” que trazem vozes poderosas como Djonga e Tássia para levantarem um debate.

Neste ano, em conjunto com a PretaHub, o Mercado Livre lançou a loja oficial da Feira Preta na plataforma, que oferece ao público uma curadoria exclusiva de marcas de empreendedores negros. Todas as marcas mencionadas no clipe estarão disponíveis na loja e em uma página desenvolvida exclusivamente para a ação.

Confira o clipe:

Escrito por Rafa Ventura

O que é “cobra caninana”, termo usado por Rico em “A Fazenda”?

momento especial

Produtor confirma álbuns solo das meninas do Little Mix